RS recebe mais 135 mil doses de vacina contra o coronavírus


 Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

A Secretaria da Saúde (SES) recebeu no final de manhã desta quarta-feira (24/2) mais um lote com 135 mil doses da vacina da Oxford/AstraZeneca contra o coronavírus. A distribuição aos municípios gaúchos deve ocorrer nesta quinta e sexta-feira. A prioridade dessa remessa é ampliar a vacinação dos idosos. A definição das faixas etárias a serem atendidas será realizada nesta quinta-feira em conjunto com os municípios. Devem ser priorizados os idosos de 80 a 84 anos, visto que já há uma boa parcela dos acima dessa idade já vacinados.

Com esse novo lote, já são 839,4 mil doses de vacinas contra a Covid-19 recebidas pelo Estado. Incluindo o recebimento desta quarta, são 251 mil doses do imunizante produzido pela Oxford/AstraZeneca (que no Brasil tem parceria com a Fiocruz) e 588,4mil da CoronaVac (que tem acordo de produção no país pelo Instituto Butantan).

“Vacinas são sempre bem-vindas, mas a proteção das pessoas não se dá apenas com elas. É preciso que a população se cuide e, principalmente, só circule se for absolutamente necessário”, alertou a secretária da Saúde, Arita Bergmann.

Até o momento, mais de 491.822 doses já foram aplicadas nos primeiros grupos prioritários: trabalhadores da saúde, pessoas acima de 60 anos ou com deficiência institucionalizadas, povos indígenas e idosos (com definição a partir de que idades conforme disponibilidade dos municípios). Desse total, 435.909 já receberam a primeira dose, das quais 55.913 completaram o esquema completo com a segunda aplicação.

Entre os idosos, as faixas etárias específicas a serem atendidas podem variar de município para município, já que a quantidade é baseada sobre projeções do censo do IBGE sujeitas a variações. Essa é uma definição que cabe a cada secretaria municipal de saúde, conforme disponibilidade de doses.

Esquema vacinal

O esquema vacinal completo com duas doses é necessário para obter a resposta imune esperada para a prevenção da Covid-19. A segunda dose da Oxford/AstraZeneca deve ser aplicada com 12 semanas de intervalo. Para a Coronavc, o prazo é duas a quatro semanas, sendo que a recomendação no Estado é que seja em 28 dias.

 

Texto: Ascom SES
Edição: Secom RS