Programação do 13º Acampamento da Juventude e 41ª Romaria da Terra


O evento, sediado pela primeira vez no Litoral Norte gaúcho, acontece na comunidade de Rio de Dentro, no município de Mampituba, em 13 de fevereiro. Ainda nos dias 11 e 12, ocorre o 13º Acampamento da Juventude, no mesmo local.

Júlio de Castilhos, com dezenas de jovens, romeiros e membros da paróquia Nossa Senhora da Piedade, se organiza em caravana para participar dos eventos, na comunidade de Rio de Dentro, no município de Mampituba.

 13 | Fevereiro | 2018 >> 41ª Romaria da Terra do RS
 11 e 12 | Fevereiro | 2018 >> 13º Acampamento da Juventude

Segundo o bispo da Diocese de Osório, Dom Jaime Pedro Kohl, sediar a Romaria da Terra do RS em seu território diocesano é um grande desafio, que tem exigido muito trabalho de articulação, reflexão e organização. “Já fizemos várias reuniões ampliadas e com as equipes de serviços, pois queremos acolher bem as romeiras e romeiros que vêm participar desta experiência de fé e de esperança cristã”, afirma Dom Jaime Pedro.

Mampituba, local da edição 2018 da Romaria da Terra é município pertencente à Paróquia “Rede de Comunidades Senhor Bom Jesus”, que segundo o pároco, Pe. Rodrigo Schüler, também membro da Coordenação Geral da Romaria, está sendo produzida muitas notícias e compartilhadas para todas as comunidades e grupos de interesse do Rio Grande do Sul e do Sul Catarinense. Uma cartilha e um cartaz foi produzido para a instruir e motivar os participantes. “Todas as romeiras e romeiros, já de ‘caminhada’ ou não, sintam-se motivadas/os a celebrar conosco este grande dia de Romaria aqui em nossa região. Nosso encontro é na Encosta da Serra, ao lado do Rio Mampituba, onde estaremos envolvidos pela Mata Atlântica. O lugar é longe para as demais regiões do Estado, mas, como bem sabemos, não é limite para quem compactua com as grandes causas da Terra e da Vida. Portanto, desde já, orientamos as lideranças para que pensem com carinho a melhor maneira de vir, de se organizar.”.

De acordo com o bispo de Osório, o tema escolhido para a 41ª Romaria da Terra do RS – “Mulheres Terra: resistência, cuidado e diversidade” – sugere um jeito de se viver essa edição da Romaria num clima pacífico, terno, afetuoso e respeitoso por todas as pessoas e diversidades. “Lembrar que é uma Romaria, portanto, como tal, deve transmitir e fazer respirar um clima evangélico e construtivo na fé. É minha convicção que se constrói muito mais e melhor com o diálogo franco e sincero que com condenações e maldições”, ressalta o bispo Dom Jaime, que acredita que a edição de 2018 da Romaria da Terra do RS é ocasião de se escutar as mulheres: suas dores, suas lutas, seus sofrimentos e lamentações, mas também suas alegrias e esperanças, sonhos e realizações.

Para Pe. Rodrigo, o olhar, em meio a tantos sentimentos, moveu a todas e todos na escolha do tema da Romaria. A inspiração no texto bíblico de Rute e Noemi motivou a criar um paralelo das lutas e resistências que permitem apontar novos caminhos e relações mais justas. “Como filhas e filhos da Terra somos motivados a ousar, refletir, deixar provocar, desestabilizar, rever, ceder, entre tantas outras atitudes indispensáveis para que sejamos capazes de desconstruir relações injustas e dar lugar ao olhar e ao jeito feminino de lidar com a Terra, com a Vida. Percorramos este caminho, em Romaria! Nosso corpo muitas vezes é cinza, vamos nos deixar tocar nas cores da Diversidade. Quem sabe saiamos mais harmonizados como filhos, homens e mulheres, da Terra!”, destaca o pároco.

Contribuição para a região

 

 

Para o Litoral Norte Gaúcho, acolher a histórica edição de um evento tão significativo não só para a Igreja Católica gaúcha, mas também para vários movimentos sociais que participam ativamente e outras denominações religiosas, é a confirmação de algumas iniciativas já em ato na região, como a produção agroecológica e sustentável, a agricultura familiar e dos pequenos produtores, das sementes crioulas e, de acordo com o Bispo, “ocasião para o poderes públicos tomarem iniciativas em apoio a esses protagonistas poderem se manter no trabalho com esse tipo de agricultura”. /Outro aspecto destacado é a projeção da região litorânea com suas riquezas naturais, culturais e de produção para todo o Estado, percebendo que o Litoral Norte não tem só praias, mas muitas outras belezas e potencialidades.

O bispo dom Jaime Pedro, reforça o convite a todas as romeiras e romeiros de todo o Rio Grande do Sul dizendo que “vos esperamos de braços abertos para celebrar e confraternizar conosco neste lindo chão: Rio de Dentro – Mampituba, onde não falta banana e bom chimarrão. Venham passar um carnaval diferente, que deixa no coração muita esperança e vida”, convida o bispo de Osório.

 

O evento

A 41ª Romaria da Terra do estado é organizada em conjunto pela Pastoral da Terra do Rio Grande do Sul, Diocese de Osório e CNBB Regional Sul III. A estimativa é que mais de dez mil participantes das dioceses e arquidioceses do estado e do sul de Santa Catarina compareçam no evento. Então traga sua caravana e participe.

Mais informações contate a assessoria de comunicação da Diocese de Osório pelo e-mail pascom@diocesedeosorio.orgou no telefone/WhatsApp 51-98410-1945.