A cavalo, tradicionalistas levam chama, por quase 750 KM, até Tupanciretã


Centelha da Chama Crioula 2017, chama que é acesa desde 1947, e é o maior símbolo dos festejos farroupilhas, já está em cavalgada, rumando para a cidade de Tupanciretã.

Em torno da Pedra de Anita, no distrito de São Simão, do município de Mostardas, a Chama Crioula foi novamente acesa. O local, à beira de uma histórica figueira, registrou uma passagem da Revolução Farroupilha e o nascimento do primeiro filho de Anita e Giuseppe Garibaldi, Domenico Menotti Garibaldi. Por isso, as mesmas terras foram escolhidas para a solenidade de início dos Festejos Farroupilhas de 2017, que também marcam os 70 anos da primeira geração da Chama Crioula, no movimento de setembro de 1947.

Com acendimento realizado, na ultima sexta-feira 12 de agosto, na cidade de Mostardas, junto a Pedra de Anita Garibaldi. o Grupo de Cavalarianos que buscam a Chama em Mostardas, já estão percorrendo mais de 737 km até chegar no Complexo Tupanciretã (antiga FEPAGRO), no dia 7 de setembro.

Tupanciretã é sede do acendimento da Chama Crioula 2017, para mais de 20 cidades da região, com palestras, apresentações artísticas e culturais o evento deve reunir centenas de cavalarianos da 9° Região Tradicionalista (9° RT), que, estarão em Tupanciretã, no Complexo Tupanciretã, nos dias 7, 8 e 9 de setembro para levar a Chama Crioula para suas cidades.

34 cavalarianos da 9°RT, juntamente com o Coordenador de Cavalgada da 9ª RT, João Pedro Santos Neto e o Diretor Campeiro de Esporte e Cultura da 9ª RT, Valdoir Peixoto  estão fazendo o percurso de Mostardas a Tupanciretã, trazendo a Chama no candeeiro em um trajeto de 737 quilômetros.

A entrega aos 22 municípios pertencentes a 9ª RT será realizada no dia 10 de setembro.

Crédito da foto MTG