Boletim Epidemiológico 15/01: Cruz Alta, Brasil, Santa Maria

 Brasil e municípios da região central do Rio Grande do Sul, reforçam as medidas preventivas, conscientização, higienização de modo geral, o empenho de profissionais da saúde, apoio de voluntários, entre outros empenhos no combate ao Coronavírus. Confira algumas cidades da região, com boletins divulgados e atualizados pelos setores de comunicação (Imprensa) dos municípios abaixo relacionados … Leia Mais


Programa “Fomento Mulher” distribui mais de R$ 120 mil p/ desenvolvimento de atividades familiares

Programa “Fomento Mulher” distribui mais de R$ 120 mil para desenvolvimento de atividades familiares Na quinta-feira(06), aconteceu no Centro Cultural Álvaro Pinto, a assinatura de 25 contratos referentes ao Programa “Fomento Mulher”.  O Programa é uma política pública do INCRA – Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, com execução da EMATER/Ascar e Secretaria Municipal … Leia Mais


Boletim Epidemiológico 14/01: Ivorá, Quevedos, Cruz Alta (232º Óbito), Santa Maria (836º Óbito), RS, Silveira Martins, Tupanciretã, Brasil

Boletim Epidemiológico 14/01: Brasil e municípios da região central do Rio Grande do Sul, reforçam as medidas preventivas, conscientização, higienização de modo geral, o empenho de profissionais da saúde, apoio de voluntários, entre outros empenhos no combate ao Coronavírus. Confira algumas cidades da região, com boletins divulgados e atualizados pelos setores de comunicação (Imprensa) dos … Leia Mais


Boletim Epidemiológico 13/01: Santa Maria, RS, Cruz Alta, Nova Palma, Tupanciretã, São Matinho da Serra, Brasil,

 Brasil e municípios da região central do Rio Grande do Sul, reforçam as medidas preventivas, conscientização, higienização de modo geral, o empenho de profissionais da saúde, apoio de voluntários, entre outros empenhos no combate ao Coronavírus. Confira algumas cidades da região, com boletins divulgados e atualizados pelos setores de comunicação (Imprensa) dos municípios abaixo relacionados … Leia Mais


Boletim Epidemiológico 12/01: Cruz Alta, Santa Maria, RS, Tupanciretã, Brasil, Pinhal Grande,

Brasil e municípios da região central do Rio Grande do Sul, reforçam as medidas preventivas, conscientização, higienização de modo geral, o empenho de profissionais da saúde, apoio de voluntários, entre outros empenhos no combate ao Coronavírus. Confira algumas cidades da região, com boletins divulgados e atualizados pelos setores de comunicação (Imprensa) dos municípios abaixo relacionados … Leia Mais


Júlio de Castilhos participa de reunião da Famurs sobre efeitos da estiagem


A Administração Municipal de Júlio de Castilhos participou na segunda-feira, dia 10 em Porto Alegre, de reunião organizada pela Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs).

De forma remota, o presidente da entidade e prefeito de São Borja, Eduardo Bonotto, abriu os trabalhos e colocou a Federação à disposição dos municípios e entidades representativas, visto o cenário de extrema dificuldade já previsto. 

A pauta do encontro tratou dos efeitos da estiagem no Estado.  Ana Paula Lima Ferreira Secretária de Agricultura, Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente do Município de Júlio de Castilhos, acompanhou as manifestações que mobilizaram lideranças políticas e representantes de entidades estaduais e federais.

Conforme nota técnica divulgada pelo governo do RS, o primeiro trimestre de 2022 deverá ter precipitações abaixo do esperado na maior parte do RS. “Para janeiro, as precipitações deverão se manter próximas da média na maioria das regiões, com maior regularidade de chuvas no decorrer da segunda quinzena do mês. Nos meses de fevereiro e março, o prognóstico indica a redução da chuva, com os valores ligeiramente abaixo da média na maioria das regiões. No trimestre abril-maio-junho de 2022, as previsões indicam uma maior probabilidade de retorno às condições de neutralidade e os padrões climatológicos de normalidade novamente predominarão”, segundo o documento. da Famurs

Veja depoimento da Secretaria Ana Paula sobre a reunião junto a Famurs, em pauta do encontro tratou dos efeitos da estiagem no Estado. Sendo uma das piores estiagem dos últimos 10 anos e solicita o uso racional da água e de forma consciente. Não há previsão de chuva para os próximos dias, veja que diz a Secretaria Ana Paula Lima Ferreira Secretária. soabre a atual situação;


Boletim segunda (10) registra 38 novos casos Covid19 em Júlio de Castilhos


Nesta segunda-feira, 10 janeiro, o Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, registra 77 casos ativos da doença em Júlio de Castilhos. A informação é do último boletim epidemiológico, divulgado pelo setor de comunicação da prefeitura municipal.
Boletim epidemiológico atualizado em 10 de Janeiro de 2022 contabiliza 38 novos casos confirmado de coronavírus em Júlio de Castilhos, totalizando 2.352 casos confirmados em Júlio de Castilhos desde o inicio da pandemia.
Com base em dados divulgados conta com 42 óbitos, 133 monitorados, 5.416 casos descartados e 2.233 recuperados.

Júlio de Castilhos, no referido boletim na  Internações/confirmado no momento no Leito clínico – 19  pacientes, em Leito Clínico suspeito 00 paciente e  00 pacientes em Leito UTI.

BOLETIM COVID 🦠 10/01/2022🦠

2.352 confirmados

38 novos casos

42 óbitos

2.233 recuperados

133 monitorados

00 testados (T. Rápido) sendo 00 positivos

61 antígenos coletados sendo 24 positivos

77 casos ativos

00 PCR coletados

5.416 descartados

Internações/confirmado:

Leito clínico confirmado – 00 paciente

Leito clínico suspeito- 00 paciente

Leito UTI confirmado – 00 paciente

Obs: foram contabilizados 14 resultados de testes reagentes realizados na rede privada.

Fonte Assessoria imprensa PMJC


Laçador volta ao Sítio na próxima terça-feira na capital do Rio Grande do Sul


Foto: Giulian Serafim/PMPA

Em uma iniciativa da prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Cultura e do Sindicato das Indústrias de Construção Civil do Rio Grande do Sul (Sinduscon-RS), o Monumento ao Laçador será transportado na próxima terça-feira, 11, de volta para o seu lugar de origem, o Sítio do Laçador, na avenida dos Estados. Em restauro desde setembro de 2021, o monumento do escultor pelotense Antônio Caringi passou por diversas intervenções que resultaram em um Laçador mais resistente e pronto para voltar a ser o símbolo da cultura.

A recolocação da estátua no Sítio será entre 16h e 17h de terça, mas antes disso, a partir das 15h, começa a operação de translado do galpão. A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), garante a segurança da obra no trajeto e a cavalaria do Movimento Tradicionalista Gaúcho fará a escolta. Intervenções finais e ajustes serão feitos no local.

Ainda em  janeiro, o Laçador deve estar totalmente pronto para ser reinaugurado e entregue à cidade. “São sete anos de um projeto que muito nos orgulha, e poder devolver um monumento restaurado, seguro e que simboliza tanto a força dos gaúchos é uma alegria imensa. Em especial neste ano em que a cidade completa 250 anos. Entregamos o Laçador já visando o próximo projeto, pois acreditamos na importância da cultura e da relevância do projeto que o Sinduscon criou”, destaca o Coordenador do Projeto Construção Cultural – Resgate do Patrimônio Histórico, Zalmir Chwartzmann.

Para o diretor de Patrimônio e Memória, Nelson Boeira, a restauração do monumento é mais um testemunho do esforço da SMC, por meio da DPM-EPAHC, para tornar efetiva a legislação relativa à preservação do patrimônio histórico-cultural de Porto Alegre.

 “É também uma demonstração incontroversa de como a colaboração esclarecida entre poder público e empresa privada podem contribuir para a qualificação continuada dos cenários em que se desenvolve a convivência dos porto-alegrenses”, disse o titular da Cultura, Gunter Axt.

O restauro faz parte do Projeto Construção Cultural – Resgate do Patrimônio Histórico, promovido pelo Sindicato dos Indústrias da Construção Civil no Estado do Rio Grande do Sul (Sinduscon-RS) e pela Associação Sul Riograndense da Construção Civil. O projeto tem patrocínio da Gerdau e da Sulgás e conta com o apoio da JOG Andaimes, Elevato, Ministério Público do Rio Grande do Sul e Phorbis Empreendimentos Imobiliários.

Fonte: Texto por Mariana Bertolucci PMPA


Mulheres mudam a cara do networking em 2022


*Por Mara Leme Martins

As mulheres já são maioria quando o assunto é empreendedorismo no Brasil, pelo menos em um segmento, o de iniciantes. Segundo a pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2016, realizada pelo Sebrae e o Instituto Brasileiro da Qualidade e Produtividade – IBQP, a taxa de empreendedorismo feminino entre novatos – aqueles que possuem um negócio com até 3,5 anos – é de 15,4%, enquanto a masculina é de 12,6%.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, as empreendedoras brasileiras foram mais rápidas e eficientes ao implementar inovações em seus negócios durante a pandemia do que os homens. São 71% das mulheres que fazem uso das redes sociais, aplicativos ou internet para vender seus produtos, quando apenas 63% dos homens usam as ferramentas. Além disso, 11% das mulheres inovam na oferta de produtos e serviços, contra 7% dos homens.

É sabido que uma das coisas mais importantes, e ao mesmo tempo difíceis, para quem está iniciando um empreendimento é fazer contatos, conhecer as pessoas certas, o famoso networking. E isso é mais desafiante para as mulheres, já que os grupos profissionais e de negócios ainda são espaços predominantemente masculinos, o que causa uma certa intimidação.

As dificuldades não param por aí, já que muitas empreendedoras são também mães e têm jornada dupla de trabalho. A falta de tempo para ir a happy hours, clubes sociais e eventos em geral soma-se à falta de abertura para a participação feminina nesses ambientes e o resultado é negativo para todo o ecossistema empreendedor.

Dentro deste cenário, muitos grupos de networking exclusivos para mulheres têm surgido nos últimos anos no Brasil, o que é positivo. No entanto, esta separação traz também perdas, já que quanto mais íntegro e diverso é um ambiente, maiores são as suas possibilidades de expansão. Prova disso é o BNI – Business Network International, uma rede de relacionamentos mundial, com mais de 280 mil profissionais em mais de 80 países, 

No Brasil, já está presente em 13 estados, são 7,8 mil membros locais, além de 213 unidades (grupos) e 461 mil referências de membros nos últimos doze meses.Sua visão é justamente em busca de construir um mundo onde a confiança colaborativa é a moeda mais valiosa nos negócios, nos relacionamentos e na vida. Em meio a esse cenário, o empreendedorismo feminino ganha ainda mais força. 

Isto porque as mulheres, seja por questões naturais ou culturais, costumam colocar a serviço do sistema características muito importantes para o desenvolvimento de negócios. Vale ressaltar sua maior habilidade para estabelecer conexões, se comunicar e criar vínculos, bem como para acolher, harmonizar conflitos e colaborar.

Um ambiente de networking onde há espaço para que o feminino se manifeste de maneira mais livre, como o proporcionado pelo BNI, é radicalmente transformado e gera transformações positivas em todos os seus integrantes, tornando-os mais potentes e prósperos em todos os sentidos.

*Mara Leme Martins é PhD e VP BNI Brasil – Business Network International, a maior e mais bem-sucedida organização de networking de negócios do mundo.

 

Fonte e foto por: Comunica PR


Boletim Epidemiológico 28/12: Tupanciretã, Santa Maria, RS, Cruz Alta (228º Óbito), Brasil,


 Brasil e municípios da região central do Rio Grande do Sul, reforçam as medidas preventivas, conscientização, higienização de modo geral, o empenho de profissionais da saúde, apoio de voluntários, entre outros empenhos no combate ao Coronavírus. Confira algumas cidades da região, com boletins divulgados e atualizados pelos setores de comunicação (Imprensa) dos municípios abaixo relacionados com atualizações no final do dia 28 Dezembro de 2021 (Terça-Feira).

Brasil:

O Brasil teve 171 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com números atualizados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (28/12).

  • 171 óbitos nas últimas 24 horas;

  • 8.430 casos confirmados nas últimas 24 horas;

  • 618.705 mortes acumuladas;

  • 22.254.706 casos confirmados no total.

Tupanciretã:

28 de dezembro, terça-feira 

Acréscimo de 3 casos positivos por teste rápido na ESF 4

Acréscimo de 3 casos positivos por laboratório privado

Acréscimo de 10 casos DESCARTADOS, sendo por testes rápidos na ESF4;

 Tupanciretã registra até a data de hoje, 3022 casos de Covid-19 (Somatória dos casos ativos, recuperados e óbitos);

Santa Maria:

Situação Santa Maria em 28/12/2021

Descartado 7.477

Suspeito 514

Total Geral 130.505

Síndrome Gripal Não Especificada  76.181

Confirmado Laboratorial 40.301

Confirmados outros critérios* 6.032

Óbitos 834

Rio Grande do Sul:

O Rio Grande do Sul registrou hoje 1.070 novos casos da # COVID19 . Foram confirmados mais 13 óbitos. Total de casos confirmados: 1.503.538 Óbitos: 36.427 Dados detalhados do dia em bit.ly/covidRS Painel completo em ti.saude.rs.gov.br/covid19 #coronavirus

Cruz Alta:

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO DESTA TERÇA-FEIRA 28/12/2021

Faça a sua parte. Use máscara.

Mantenha o distanciamento.

Lave as mãos

Se proteja. Proteja quem você ama

Proteja seus amigos

Proteja seus colegas de trabalho

🏴228º ÓBITO POR COVID-19: Trata-se de paciente do sexo masculino, 66 anos, residente em Cruz Alta. O óbito ocorreu em ambiente hospitalar no dia 27/12/2021.

A Administração Municipal lamenta o óbito e presta condolências aos familiares e amigos.