Votação online para prefeito por um dia em Júlio de Castilhos é aberta

Está aberta a votação online dos 11 candidatos do projeto Prefeito (a) Por Um Dia em Júlio de Castilhos. Lançado no inicio do mês de Junho, na presença de diretores e diretoras de Escolas Municipais, Estaduais e Particulares, o projeto Prefeito (a) Por Um Dia em Júlio de Castilhos, que tem por objetivo estimular a participação e … Leia Mais




Seleção Brasileira Feminina enfrenta a Itália pela Copa do Mundo. Seleção disputa a vaga na segunda fase da Copa do Mundo da França 2019


Vale vaga! De olho na classificação para a segunda fase da Copa do Mundo, o Brasil enfrenta a Itália nesta terça-feira (18), no Stade du Hainaut, em Valenciennes. A partida, que está marcada para as 16h (horário de Brasília) vale pela terceira rodada, que definirá os 16 classificados para as oitavas de final.

A partida é decisiva para a Seleção Feminina, que precisa de pelo menos um empate para se classificar. Na segunda posição, com três pontos, o Brasil pode terminar a fase de grupos até mesmo na primeira posição. Mas uma derrota pode encerrar precocemente a campanha brasileira em solo francês. Tudo depende da combinação de resultados. Adversária do dia, a Itália já está classificada, e entra em campo apenas para ver em que posição terminará a fase de grupos.

Para o jogo decisivo, o técnico Vadão terá apenas um desfalque. Punida com dois cartões amarelos em duas partidas, a meia Formiga está suspensa. O treinador confirmou durante a coletiva de imprensa que a vaga dela será ocupada por Andressinha, que fará sua estreia no Mundial.

Quem também está confirmada é Marta. No último jogo, a Rainha fez história mais uma vez. Ao balançar as redes da Austrália, na segunda rodada, se igualou ao alemão Miroslav Klose e se tornou a maior artilheira em Mundiais entre homens e mulheres, com 16 gols. Além disso, a camisa 10 ultrapassou mais um recorde e é a primeira a marcar gols em cinco edições da competição (2003, 2007, 2011, 2015 e 2019).

Acostumada a grandes jogos, a meia descartou a possibilidade de jogar pelo empate contra a Itália. Durante a coletiva desta segunda, a atacante disse que não existe a possibilidade de empate e considera duelo “de vida ou morte”.

– Precisamos vencer para nos classificarmos. Temos que ser competitivas, mas se criarmos chances, temos que finalizar as jogadas e colocar a bola no caminho certo – disse.

Quem também analisou o confronto desta terça-feira foi a atacante Beatriz Zaneratto. A Imperatriz revelou que o grupo já refletiu sobre a virada sofrida para a Austrália, por 3 a 2, e projetou o duelo pela vaga.

– Elas têm muita qualidade na posse de bola, não é um time de muita velocidade. Nesse ponto vai nos ajudar, pois nosso estilo é com a bola nos pés, criando as jogadas. Igualando isso, conseguindo jogar o nosso futebol, como conseguimos mesmo contra a Austrália, vai ser o diferencial contra a Itália. É “pra cima delas”. É tudo ou nada.

Créditos: Assessoria / CBF



Dia 18 em J.Castilhos ocorre Jornada Técnica da Soja 2019 Cotrijuc Getagri


Perspectivas para mais rentabilidade no agronegócio.

As últimas décadas foram determinantes para que a agricultura pudesse provar do aumento de produtividade.

De acordo com o coordenador-geral de Estudos e Análises da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, José Garcia Gasques, o aumento da produtividade agrícola tem sido a forma mais segura de suprir as necessidades do aumento da demanda de alimentos em todo o mundo. Entre 1975 e 2015, a taxa média de crescimento da produtividade agropecuária no Brasil foi de 3,58% ao ano.

Toda essa crescente se dá através de muita tecnologia investida por meio do plantio direto, desenvolvimento genético, técnicas de manejo e controle sanitário. Mas, como fator determinante vale ressaltar o manejo de fertilidade do solo, onde muitas vezes o agricultor investe em uma tecnologia sem conseguir explorá-la em todo seu potencial gerando gastos.

Pensando na importância da fertilidade dos solos é que acontece a 4ª edição da Jornada Técnica da soja COTRIJUC – GETAGRI voltada para o Solo. O objetivo do evento que acontece no dia 18 de junho, em Júlio de Castilhos, às 13h30 no Clube União Esportivo é reunir especialistas no assunto para discutir com produtores e pessoas ligadas a cadeia do agronegócio a importância de boas práticas agrícolas, conservação e manejo adequado.

Confira a programação:
13h30 – Recepção/inscrições
13h45 – Abertura
14h – Palestra: Manejo de fertilidade do solo para altas produtividades – Dr. Jackson Fiorin
15h – Resultados do Campo tecnológico Cotrijuc Getagri – Felipe Michelon
15h45 – Coffe Break
16h – Palestra: Manejo conservacionista do solo – Dr. Telmo Amado
17h – Debate com painelistas – Mediador Dr. Geomar Corassa
17h30 – Encerramento

Foto e texto: Ascom Cotrijuc

Dia 18 em J.Castilhos ocorre Jornada Técnica da Soja 2019 Cotrijuc Getagri


Vitória por 3 a 0 sobre a Bolívia é placar mais elástico da Seleção em estreias da Copa América desde 2001. Brasil retorna aos gramados na próxima terça (18)


Brasil x Bolívia - Primeiro jogo da Copa América

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

O triunfo sobre a Bolívia por 3 a 0, nesta sexta-feira (14), é mais do que apenas a 100ª vitória da Seleção Brasileira na história da Copa América. O resultado positivo também foi o mais elástico das estreias da Canarinho no século XXI: desde 2001, a equipe ainda não tinha vencido uma primeira partida no torneio sul-americano por mais de dois gols de diferença.

No retrospecto recente (últimos 20 anos), os três gols sobre o Peru só não superam os sete marcados na goleada sobre a Venezuela, na rodada de estreia da Copa América 1999. De lá para cá, foram quatro vitórias da Seleção Brasileira na primeira partida, dois empates e duas derrotas. 

No total, a Seleção Brasileira acumula 100 vitórias, 35 empates e 44 derrotas na Copa América, com 408 gols marcados e 200 sofridos. País-sede da Copa América 2019, o Brasil retorna a campo na próxima terça-feira (18), às 21h30, para encarar a Venezuela. A Seleção encerra sua participação no grupo A do torneio contra o Peru, no sábado (22), às 16h.

Brasil x Bolívia - Primeiro jogo da Copa América

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

A tímida Maracanaú, no Ceará, é só orgulho nesta noite. O mais conhecido conterrâneo marcou o seu primeiro gol pela Seleção Brasileira. Everton Cebolinha entrou bem no segundo tempo do jogo de abertura da Copa América contra a Bolívia, no Estádio do Morumbi, e marcou um golaço. Arranque com a bola da esquerda para a direita e chute certeiro de fora da área. O atacante contou que “previu” a chance de desencantar com a camisa da Seleção.

– Falei com minha esposa antes do jogo que se  eu tivesse oportunidade hoje, eu faria gol – recorda.

A oportunidade veio e ele não desperdiçou. Com oito convocações pela Seleção Brasileira e seis jogos realizados, Everton admite que estava ansioso para fazer o seu primeiro gol.

– Eu estou me cobrando muito por esse gol. A ansiedade estava até me atrapalhando um pouco. Fiquei feliz de ter podido ajudar a seleção ainda mais jogando dentro de casa, com o apoio da torcida. Feliz por poder retribuir esse apoio dentro de campo – disse.

Brasil x Bolívia - Primeiro jogo da Copa América

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Autor de dois dos três gols do Brasil sobre o Peru, nesta sexta-feira (14), Philippe Coutinho foi eleito o melhor jogador da partida de abertura da Copa América 2019, por meio de votação popular. O camisa 11 da Seleção Brasileira abriu o placar no Morumbi aos três minutos do segundo tempo, em cobrança de pênalti. O meia ampliou para a Canarinho aos sete minutos da segunda etapa, de cabeça.

No triunfo sobre os peruanos, Coutinho chegou à marca de 50 jogos e 16 gols com a camisa da Seleção Brasileira. A escolha do vencedor do troféu “Man of the Match” é feita nas redes sociais.

A Seleção Brasileira acumula 100 vitórias, 35 empates e 44 derrotas na história da Copa América, com 408 gols marcados e 200 sofridos. País-sede da Copa América 2019, o Brasil retorna a campo na próxima terça-feira (18), às 21h30, para encarar a Venezuela. A Seleção encerra sua participação no grupo A do torneio contra o Peru, no sábado (22), às 16h.

Retrospecto recente do Brasil em estreias na Copa América

– 1999: Brasil 7 x 0 Venezuela
– 2001: Brasil 0 x 1 México
– 2004: Brasil 1 x 0 Chile
– 2007: Brasil 0 x 2 México
– 2011: Brasil 0 x 0 Venezuela
– 2015: Brasil 2 x 1 Peru
– 2016: Brasil 0 x 0 Equador
– 2019: Brasil 3 x 0 Bolívia

 

Fonte CBF Fotos  Lucas Figueiredo/CBF


Copa do Mundo Feminina: Marta e Cristiane marcam, mas Brasil leva virada da Austrália e perde em Montpellier


Mais um jogo da Copa do Mundo finalizado. A Seleção começou muito bem, abriu vantagem, mas infelizmente levou a virada…

Agora vamos para a última partida da 1ª fase, dia 18/06, contra a Itália. Estaremos juntos,

  • Marta voltou, fez gol, quebrou recordes, mas em vão. Após abrir 2 a 0 no primeiro tempo, com direito também a um gol da artilheira Cristiane, o Brasil sofreu a virada da Austrália e perdeu por 3 a 2 em Montpellier. Foord fez o primeiro das Matildas ainda na etapa inicial.

    No segundo tempo, dois gols sem querer, um de Logarzo, que foi cruzar, e Mônica (contra), garantiram o triunfo australiano pelo Grupo C da Copa do Mundo Feminina.

    Marta em ação pelo Brasil contra a Austrália

    Marta em ação pelo Brasil contra a Austrália (Foto: Reuters)

  • Saída pela esquerda no 1º tempo

    A Austrália começou o jogo marcando o Brasil sob pressão. Mas, aos poucos, a seleção de Vadão, que tinha o retorno da craque Marta, foi saindo mais para o jogo, principalmente pelo lado esquerdo com a lateral Tamires e com Marta, que caía pelo setor. E foi justamente com Tamires que saiu o primeiro gol. Após cruzamento dela, a outra Letícia Santos apareceu de surpresa na área e acabou puxada por Knight. Pênalti claro. Na cobrança, Marta deslocou Willians com maestria aos 26. Dez minutos depois, Tamires fez bela jogada, tocou para Debinha que cruzou para uma cabeçada fulminante de Cristiane. 2 a 0. No entanto, quando o jogo caminhava para o intervalo, a Austrália pressionou e acabou descontando com Foord aproveitando uma falha da zagueira Mônica que não fez o corte de cabeça.

    Marta comemora gol do Brasil sobre a Austrália

    Marta comemora gol do Brasil sobre a Austrália (Foto: Reuters)


Fonte Portal Globo e Foto capa: CBF