Presidente da República Jair Bolsonaro deve passar por nova nova cirurgia

O presidente da República Jair Bolsonaro deve passar por nova nova cirurgia, desta vez para corrigir uma hérnia que se formou em decorrência das cirurgias anteriores. Bolsonaro passou o domingo (01/09) na cidade de São Paulo. Pela manhã, fez avaliação médica e divulgou mensagem pelo Twitter, informando que em breve deverá se afastar do cargo … Leia Mais


Uso de celular com cabeça inclinada pode causar lesão na cervical


A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que pelo menos 37% da população brasileira, cerca de 60 milhões de pessoas, convivem com a dor gerada pela má postura ao manusear os smartphones. O número já é mais do que a média mundial que é de 35%.

Segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV), os celulares ativos já somam 230 milhões no Brasil, um crescimento de 10 milhões em comparação com 2018 .O Brasil tem mais dispositivos digitais do que brasileiros, uma média de dois smartphones, notebooks, computadores ou tablets por habitante.

Por isso, profissionais da saúde estão alertando os usuários com relação à postura ao utilizar os aparelhos. Se não for corrigida, pode gerar dor crônica e lesões que podem até precisar de cirurgia.

Ouça na Rádio Nacional : entrevista com o coordenador do Núcleo de Ortopedia do Hospital Samaritano de São Paulo,  Luiz Fernando Cocco.

A ortopedista do Grupo Notedrame Intermédica, Liége Mentz-Rosano, explicou que o uso do celular faz com que a pessoa fique em uma posição viciosa, levando o pescoço a fazer uma flexão, que eleva o peso carregado pela região.

“Quando ficamos em uma posição neutra de zero graus, é exercida uma força de cinco quilos. À medida em que vamos dobrando o pescoço e fazendo uma curva, o ângulo aumenta e a pressão exercida ao chegar em 30 graus será de 18 quilos. Aos 60 graus, chega em 30 quilos”, destacou.

Segundo Liège, isso leva à sobrecarga nos discos, que são como borrachinhas entre cada vértebra, que servem como amortecedores para evitar lesões quando são feitos movimento de impacto, além de serem fundamentais para a mobilidade.

“Essas lesões causadas pelo uso excessivo do celular podem levar à degeneração do disco, que vai formando uma barriga, que nada mais é do que a hérnia de disco. Essas hérnias podem resultar na compressão dos nervos, ocasionando perda de força, formigamento braços, artrose precoce nas pessoas mais jovens, degeneração não só no disco, mas na parte óssea”, disse Liége.

A médica explicou ainda que muitas vezes as lesões da cervical podem levar o indivíduo a sentir dores fortes de cabeça, sem associar os fatos. “Muitas vezes as pessoas têm dor de cabeça e não sabem que é do pescoço. Temos inclusive, visto um aumento grande na incidência de pessoas mais jovens, adolescentes, jovens adultos e até crianças que relatam dor no pescoço e dores de cabeça por conta da lesão.”

Prevenção

Liége reforçou que a prevenção é a melhor forma para evitar esses problemas. Além de manter a postura correta ao manusear o celular, levando-o a uma posição neutra em que se consiga olhar discretamente para baixo, utilizar apoios, ou transferir os aplicativos possíveis para o computador, é preciso fazer exercícios de fortalecimento e alongamento de uma a mais vezes por dia. “Quando fortalecemos a musculatura anterior e posterior, fortalecemos as estruturas do pescoço. Isso protege e ajuda na correção postural.”

De acordo com o responsável técnico de hospital Anderson Benine Belezia, há diferentes métodos de imagem para avaliar a coluna cervical. O primeiro é uma radiografia simples da região, exame simples pelo qual é possível avaliar as estruturas ósseas e ver sinais que podem sugerir problemas no disco intervertebral. O segundo é uma tomografia computadorizada, que tem a maior capacidade de avaliação das estruturas ósseas. Já o terceiro, a ressonância magnética é o que tem melhor capacidade de avaliação de danos nos discos interverterias (hérnias principalmente), podendo avaliar eventuais compressões nervosas e da medula com maior precisão que outros métodos.

“Nos três exames, o médico radiologista avalia as alterações presentes ou não, correlacionando com os dados clínicos informados pelo médico solicitante ou pelo próprio paciente, e fornece uma descrição detalhada dos achados de imagem que poderão nortear o tratamento e manejo clínico ou cirúrgico do paciente”, explicou Belezia.

A nutricionista Jessica Ramos contou que tem o hábito de utilizar o celular de 12  a 15 horas por dia. Foi depois de concluir seu mestrado – momento em que teve mais tempo para ficar no celular – que começou a sentir mais dores no pescoço, irradiando para o ombro e braço. “Até meus dedos doem ao digitar. Eu acredito que esteja associado ao uso excessivo do celular. A médica me pediu para fazer alguns exames e me passou medicações leves. Agora estou tomando mais cuidado com a postura, tentando usar o fone de ouvido nas ligações e quando mando mensagem colocar a postura mais ereta possível”, disse.

Por Flávia Albuquerque – Repórter da Agência Brasil Foto por Rovena Rosa/Agência Brasil


Caixa lança linha crédito imobiliário que permitirá redução dos juros


Lançamento de linha de crédito imobiliário

Palavras do Presidente da República, Jair Bolsonaro. Foto: Isac Nóbrega/PR

Uma nova opção de linha de crédito imobiliário para ajudar na compra da casa própria foi lançada na ultima terça-feira (20) no Palácio do Planalto. A linha de financiamento habitacional da Caixa será atualizada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). De acordo a instituição financeira, isso permitirá redução das taxas de juros em relação às médias de mercado e valerá para financiamento de imóveis residenciais.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse que a redução dos juros na compra da casa própria deverá ajudar a gerar empregos no país. “Nós temos que ajudar a questão de quem não tem casa própria, buscar maneiras, diminuir a taxa de desemprego no Brasil. Dessa forma vai diminuir. Porque em grande parte a mão de obra que está aí desempregada no momento é da construção civil. Todos nós temos a ganhar. Quanto mais emprego, menor a taxa de violência. Quase tudo é natural, uma coisa chama a outra. E nós queremos é isso”, afirmou.

Com o novo método de cálculo os juros devem cair em média entre 35% e 51%. Os juros dos financiamentos eram calculados pela Taxa Referencial (TR) e uma segunda linha foi criada. Com ela, as prestações mensais vão variar de acordo com a inflação, medida pelo IPCA, que é o índice oficial que mede a variação de preços no Brasil. O cliente poderá escolher qual linha ele quer.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, falou sobre a nova modalidade. “É uma redução do custo do crédito, algo que a gente acredita que vai ter impacto no crescimento econômico dos próximos anos. Vai ter mais emprego, mais crédito e vai movimentar a economia”, afirmou.

afirmou.

 Tabela comparativa das taxas de juros com TR e IPCA

Simulação

As simulações já podem ser realizadas no site da Caixa, onde o cliente pode comparar os juros e condições para o financiamento. As novas taxas variam de acordo com o nível de relacionamento do cliente com o banco.

 

 Fonte Portal Governo Federal

Prova do ENCCEJA é neste domingo no Brasil


O Inep recomenda que os participantes levem impresso o cartão de confirmação de inscrição, disponível no site enccejanacional.inep.gov.br.

No canal do Inep, no Youtube, há um passo a passo, para que não haja dúvida em relação aos locais de provas, horários e demais informações importantes, sobre o exame.

O Encceja permite que os candidatos que não tiveram oportunidade de concluir seus estudos na idade apropriada, tenham a chance de conquistar a certificação no nível de conclusão do ensino fundamental ou médio.

Saiba mais. Acesse: enccejanacional.inep.gov.br.

Fonte Repórter: André de Castro Rede nacional de Rádio


Ministério prepara maio feira da agricultura familiar já realizada na Expointer


Agricultores familiares terão espaço de destaque na 42ª Expointer, que começa no próximo sábado (24), em Esteio (RS). O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento prepara neste ano a maior feira do setor já realizada no evento. Um pavilhão com mais de sete mil metros quadrados e 316 espaços de comercialização vai receber a 21ª Feira da Agricultura Familiar. Durante nove dias, o espaço oferecerá aos visitantes toda a diversidade de produção das agroindústrias, artesanato rural, plantas, flores e quatro cozinhas com refeições. Do Rio Grande do Sul, serão 247 agroindústrias e 65 empreendedores nas áreas de artesanato rural, plantas e flores. Ao todo, 139 municípios do estado estarão representados no local. o secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, Fernando Schwanke. Explica que além da oportunidade de comercialização, os produtores terão acesso às políticas do ministério. A ministra Tereza Cristina também vai prestigiar a feira. A previsão é que ela participe do evento nos dias 29 e 30 e atenda representantes da agropecuária em um gabinete montado no pavilhão da agricultura familiar.

Fonte Rede nacional de Rádio


Governo vai levar mais internet para o campo


O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) assinaram nesta quinta-feira (15) um acordo de cooperação técnica com o objetivo de promover ações de expansão da internet no campo. É a Câmara do Agro 4.0.

Fonte Gabriela Nnoronha Rede nacional de Rádio Imagem ilustrativa reprodução redes sociais