Com sede em J.Castilhos, BM inicou período de atuação na área rural

A Brigada Militar, através do 1º Regimento de Policia Montada, na ultima semana, deu início a mais um período de atuação na OPERAÇÃO AVANTE RURAL, com sede na cidade de Júlio de Castilhos. Serão 2 Patrulhas em atividade constante na região da Campanha Norte do Estado, com policiamento em algumas cidades como: Júlio de Castilhos, … Leia Mais



Acidente com vitima fatal em Boa Vista das Missões

Um acidente ocorreu por volta das 10hs50 min de hoje em Boa Vista das Missões no km 71 da Br 386, envolvendo um caminhão Vm-Volvo de Itapiranga-SC, e uma Meriva com Placas de Palmeira das Missões-RS, o motorista da Meriva veio a óbito no local do acidente. Segundo informações o veículo Meriva seguia sentido Jaboticaba-Boa … Leia Mais



Acidente, na noite da quarta complica trânsito na BR-158 em J.Castilhos


A Polícia Rodoviária Federal de Cruz Alta atendeu acidente de trânsito envolvendo uma carreta carregada de lenha e dois automóveis, ontem à noite (13), na BR-158 em Julio de Castilhos. Conforme os policiais, um automóvel Astra seguia pela rodovia, quando por motivo desconhecido, o reboque que este levava bateu na traseira do carro, que com o impacto saiu da pista. 

Veículo colidiu com lenha espalhada na pista.

A carreta seguia logo atrás. Seu motorista tentou desviar do reboque e não conseguiu evitar o tombamento do veículo. Com isso a carga de lenha ficou espalhada na pista. Pouco depois, o motorista de um automóvel Gol atingiu parte da carga e acabou por sair da pista. A rodovia ficou bloqueada parcialmente por cerca de duas horas.

Durante este período houve trânsito alternado pelo acostamento, entretanto a PRF optou por bloqueá-lo em virtude do risco aos motoristas que passavam por aquele trecho. O desbloqueio da pista ocorreu por volta das 23 horas. Ninguém ficou ferido.

Informações e fotos Rádio Progresso Ijuí


Homem que matou quatro pessoas em Pinhal Grande é condenado 128 anos de prisão


O autor confesso de uma chacina que vitimou quatro pessoas em Pinhal Grande, em 2016, foi condenado a 128 anos de prisão em regime fechado, por homicídio e estupro, pela Justiça de Júlio de Castilhos, na Região Central do Rio Grande do Sul, nesta terça-feira (12). O tribunal do júri foi presidido pelo juiz Ulisses Drewanz Grabner.

Ariosto está preso desde 2016. Sua defesa deve recorrer da sentença, para retirar os qualificadores. Em frente ao Fórum de Júlio de Castilhos, os familiares das quatro vítimas pediram por justiça.

O réu confessou os crimes. A chacina começou quando ele matou a tiros a enteada, Bianca Moraes de Salles, de 16 anos, em casa. Depois, saiu e matou Iran Gonçalves dos Santos, de 10 anos, e Alex Cardoso Leal, de 17 anos, enquanto eles aguardavam o ônibus escolar. E logo depois, Ariosto terminou a chacina ao matar Afonso Gonçalves, de 60 anos, em sua propriedade rural.

Ele fugiu e foi considerado foragido pelos 20 dias seguintes. Neste período, a cidade de Pinhal Grande, com cerca de 5 mil habitantes e distante 300 km de Porto Alegre, foi tomada pelo medo de que ele aparecesse e matasse outras pessoas.

Ariosto foi encontrado pela Polícia Civil no interior de Dona Francisca, cidade na região. Desde então, o réu foi mantido preso.

“O réu respondeu a todos os questionamentos. Em um depoimento marcado por contradições, ele disse que matou a enteada com um tiro na cabeça enquanto ela estava deitada, porque ela teria mentido que foi estuprada por ele. A defesa do réu alega que o estupro não aconteceu”, diz o promotor de Justiça, Theodoro Silveira.

Já o advogado do réu, Airton de Mello, explicou as motivações por trás das mortes. “No depoimento, Ariosto disse que matou o menino de 10 anos porque o pai dele tinha uma dívida e porque o menino teria aberto, diversas vezes, a cerca da sua propriedade. Já o adolescente de 17 anos foi morto porque, de acordo com Ariosto, teria passado veneno em sua lavoura de milho. E o senhor de 60 anos foi morto porque teria danificado a mesa de sinuca do bar do reu”, explica Airton de Mello.

Os crimes chocaram a pequena cidade de Pinhal Grande, a cerca de 300 km de Porto Alegre, em 2016. (Foto: Vanessa Backes/RBS TV)Os crimes chocaram a pequena cidade de Pinhal Grande, a cerca de 300 km de Porto Alegre, em 2016. (Foto: Vanessa Backes/RBS TV)

Os crimes chocaram a pequena cidade de Pinhal Grande, a cerca de 300 km de Porto Alegre, em 2016. (Foto: Vanessa Backes/RBS TV)

Relembre o caso

Ariosto da Rosa foi indiciado por homicídio triplamente qualificado por motivo torpe, fútil e que dificultou a defesa das vítimas. Ele foi apontado como o autor de quatro homicídios, a tiros, em Pinhal Grande. após a morte de quatro pessoas a tiros em Pinhal Grande, em 2016.

As vítimas eram a enteada de Ariosto, Bianca Moraes de Salles, de 16 anos, Iran Gonçalves dos Santos, de 10; Alex Leal, de 17; e Afonso Gonçalves, 57 anos, todos vizinhos de Ariosto.

O homem também foi indiciado por estupro, cometido contra Bianca. A ex-companheira dele, mãe da adolescente, foi indiciada porque se omitiu ao não proteger a filha de Ariosto, conforme concluiu a Polícia Civil de Pinhal Grande, na época do crime.

Além dela, também foi indiciado um homem que teria oferecido casa para o réu se esconder em troca da morte de Afonso, inimigo dele por causa de uma disputa de terras e de plantação.

Ariosto admitiu para a polícia que matou as quatro pessoas, mas não explicou a motivação.

O prefeitura de Pinhal Grande decretou situação de emergência após a chacina, pois estava “difícil manter a segurança pública na zona rural e urbana”, conforme o decreto. As buscas ao então suspeito mobilizaram a polícia da cidade de 5 mil habitantes, distante cerca de 300 kilômetros de Porto Alegre. As aulas chegaram a ser suspensas. O posto de saúde funcionou com portas fechadas por causa de ameaças feitas pelo suspeito aos profissionais de saúde. Funcionários públicos e agricultores, com medo, se negavam a ir para a zona rural de Pinhal Grande.

Dias após os assassinatos, a casa de Ariosto foi incendiada. Não havia ninguém no local, e apenas as paredes do banheiro permaneceram em pé.

Ariosto da Rosa já tinha 12 passagens pela polícia, incluindo uma tentativa de homicídio de uma jovem dentro de um ônibus escolar, crime pelo qual foi condenado a 10 anos de prisão, cumpriu oito e recebeu liberdade.

Informações Portal G1/RS


Duplo homicídio vitima irmãos em Cruz Alta


Por volta das 16h40min desta segunda-feira, 11, um duplo homicídio foi registrado na Rua Francisco Alves, Bairro Dirceu, em uma tabacaria.

De acordo com as informações obtidas por nossa reportagem no local, dois homens chegaram em um veículo de cor bordô, entraram na tabacaria, conversaram com os irmãos Jean e Júlio Souza e saíram do local. Eles estavam encapuzados e alterados, e já saíram disparando contra os irmãos. Foram disparados tiros de calibre 12, 9mm e também de pistola.

Os dois irmãos morreram na hora. Os familiares chegaram rapidamente.

O veículo foi encontrado abandonado em local ermo. O Delegado Josuel está na tabacaria fazendo levantamento das informações.

A reportagem da Rádio Cruz Alta AM, está acompanhando o desdobramento dos fatos e trará mais informações a qualquer momento.

Amauri Rodrigues, Bianca Conrad e Paulinho Barcelos
Reportagem Rádio Cruz Alta AM


PRF apreende carga avaliada em 5 Milhões de Reais em Rosário do Sul


A PRF apreendeu uma carga de mercadorias de origem estrangeira avaliada em cerca de 5 milhões de reais na noite deste domingo (10), na BR 290 em Rosário do Sul.

Durante atividades de fiscalização e combate à criminalidade, os policiais abordaram uma carreta que transitava pela BR 290 no sentido Rosário do Sul x São Gabriel e, ao vistoriar o compartimento de carga, encontraram grande quantidade de mercadoria de origem estrangeira sem o devido desembaraço aduaneiro.

A carga era composta, em sua maioria, por equipamentos médicos, suplementos alimentares, medicamentos, telefones celulares, aparelhos eletrônicos e roupas. Estima-se que o valor da mercadoria possa chegar a 5 milhões de reais e que esta seja a maior apreensão deste tipo de material este ano no estado.

O motorista da carreta, um homem de 36 anos natural de Santana do Livramento, informou aos policiais que levaria a carga até Porto Alegre. Ele foi preso e encaminhado à Polícia Federal de Santana do Livramento. A carreta e a mercadoria foram retidas e serão encaminhadas à Receita Federal.

Informações e foto por PRF


Ambulância do município de Pinhal Grande sofre acidente


Na madrugada do dia 30 de maio, a ambulância do Município de PinhalGrande, que transitava em direção a cidade de Pinhal Grande, estava retornando ao município, após levar paciente, se envolveu em um acidente, na ocasião a ambulância teve uma colisão frontal com um cavalo que invadiu o asfalto na localidade de Linha Base, Nova Palma.

O acidente teve somente danos materiais, o motorista da ambulância não se feriu. Quanto aos danos materiais já foi acionado a seguradora para as providências. A Secretaria de Saude já locou uma ambulância para suprir a necessidades, já que o veículo acidentado, foi para a seguradora para conserto.

Informações e foto Assessoria imprensa PMPG (Reprodução)