Santa Maria se prepara para a 76ª Romaria Estadual da Medianeira.

No dia 10 de novembro Santa Maria sediará o maior evento religioso do estado do Rio Grande do Sul, a 76ª Romaria Estadual da Medianeira, promovida pela Arquidiocese de Santa Maria, no Santuário Basílica Nossa Senhora Medianeira. Com o TEMA: “Com Maria às pressas em missão” e o LEMA será: “Ó vem conosco, vem caminhar, Santa Maria, vem!”, o Reitor … Leia Mais


Dia do Idoso: envelhecer com qualidade de vida é possível

Instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Dia Internacional do Idoso (hoje, 1º de outubro) é uma oportunidade para que as pessoas lembrem que a idade chega para todos, e que, com ela, novas dificuldades surgirão. Especialistas consultados pela Agência Brasil, no entanto, garantem: é possível envelhecer com qualidade de vida. Segundo o médico geriatra … Leia Mais



Lei municipal declara ser de utilidade pública a Associação Bombeiros Voluntários de Tupanciretã

Na ultima quinta-feira dia 19 de setembro, o Prefeito Municipal em exercício de Tupanciretã, Gustavo Simões Lírio, através da promulgação da lei municipal número 4136, declarou ser de utilidade pública a Associação Bombeiros Voluntários de Tupanciretã, ABVT, também conhecida como CBV Tupanciretã, entidade civil sem fins lucrativos. A ABVT vem realizando um trabalho de apoio … Leia Mais



Hoje é Sexta, 13 de setembro de 2019. Dia da “Cachaça”


Dia Nacional da Cachaça: Já nos tempos coloniais, a produção de cachaça era uma importante atividade econômica no Brasil, levando a redução do consumo da bagaceira importada de Portugal. Preocupados com o sucesso da aguardente, os portugueses, através de uma Carta Real de 13 de setembro de 1649, proibiram a fabricação e a venda da cachaça em todo o território brasileiro. Os proprietários de cana-de-açúcar e alambiques, indignados com as constantes cobranças de impostos aos longo dos anos e perseguidos por vender a bebida, se revoltam no dia 13 de setembro de 1661 e tomam o poder no Rio de Janeiro por cinco meses resultando em um dos primeiros movimentos de insurreição nacional, a Revolta da Cachaça. Com o poder restituído, o movimento é repreendido com violência e o seu líder, Jerônimo Barbalho Bezerra, é enforcado e decapitado, tendo sua cabeça pendurada no pelourinho da cidade, como exemplo à população fluminense. Hoje, todo o dia 13 de setembro se comemora o “Dia Nacional da Cachaça” como uma forma de relembrarmos os tempos de um Brasil colonial, quando a cachaça era símbolo de resistência contra a dominação portuguesa. A data foi aprovada em outubro de 2010 pela Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados como resultado do projeto de lei do deputado Valdir Colatto (PMDB-SC).
Fonte: http://www.mapadacachaca.com.br/artigos/dia-internacional-da-cachaca/ Imagem Meramente ilustrativa ( Reprodução redes sociais)


No Dia do Ciclista, campanha alerta sobre uso seguro da bicicleta


A Campanha Bicicleta Segura, da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (Sbot), chama a atenção para o Dia do Ciclista, comemorado nesta segunda-feira (19). O presidente da Sbot, Moisés Cohen, disse que a campanha visa a orientar as pessoas na prevenção de lesões em acidentes envolvendo bicicletas. Somente no ano passado, 11.741 brasileiros foram internados por envolvimento em acidentes com bicicleta, gerando custo superior a R$ 14 milhões ao Sistema Único de Saúde (SUS), informou Cohen. A campanha será desenvolvida até o fim deste mês.

Ele lembrou que aumentou muito a prática do ciclismo nas grandes cidades, motivada pelo baixo custo, a  rapidez, praticidade, saúde e preocupação ambiental. Por outro lado, pelo fato de as cidades, em sua maioria, não terem estrutura para o ciclismo e também porque as pessoas não têm orientações para entender a bicicleta como um esporte, a atividade pode acabar trazendo problemas. O ciclista “deve estar paramentado, ou seja, com capacete, que é algo fundamental, e obedecer às regras”, disse o ortopedista.

Conscientização

Caminhos, Reportagem, Bicicletas
Caminhos, Reportagem, Bicicletas – Imagens TV Brasil

“Acho que essa orientação, essa conscientização é importante, baseada no aumento das lesões que os ortopedistas têm encontrado”. Um trauma no crânio, como resultado de uma queda de bicicleta, por exemplo, pode representar risco para o ciclista. Moisés Cohen informou que as fraturas mais comuns quando o ciclista cai da bike são da clavícula, na região do ombro. “A articulação do ombro é aquela que é mais comprometida nas quedas. E a Sbot vive alertando para isso”.

Para evitar que fraturas e outras lesões aconteçam, a entidade recomenda que os ciclistas se protejam, tomem cuidado e andem em lugares adequados, com bicicletas também adequadas. “Acho que essa é uma campanha importante para a conscientização da população”, reforçou. A campanha é online e cada regional da Sbot tem liberdade para divulgá-la da forma que preferir.

Cohen alertou que não há no Brasil dados referentes a ciclistas que ficaram com sequelas irreparáveis e que, “muito provavelmente”, incluem traumas na cabeça, coluna, pernas e braços, que resultaram em afastamento do trabalho, perda da capacidade de realizar tarefas simples do dia a dia e, até mesmo, pedalar.

Segundo a Sbot, a cada dois dias, pelo menos um ciclista internado em hospital público de São Paulo morre vítima de acidente de trânsito. As principais causas de acidentes são embriaguez de motoristas de automóvel, desrespeito às leis de trânsito e bicicletas no mesmo espaço que outros veículos.

Motoristas

A campanha não se prende apenas ao ciclista. O presidente da Sbot ressaltou que, indiretamente, a campanha é mais importante para o motorista de automóveis, ônibus e caminhões, porque os acidentes graves que ocorrem nas cidades são principalmente causados por esses condutores de veículos. Os acidentes são de grande monta e, geralmente, ocorrem à noite, vitimando em especial ciclistas que pedalam em grupo. “Você tem os dois lados: o lado da queda casual e o lado dos acidentes que trazem, geralmente, consequências muito mais sérias”.

A campanha visa a estimular a população a agir com cidadania e segurança. Entre as recomendações feitas pela Sbot aos ciclistas estão o respeito às leis de trânsito; o uso das ciclovias; o cuidado ao passar por carros estacionados; a circulação sempre do lado direito da via, próximo ao meio-fio e no mesmo sentido dos veículos. Além disso, respeito, atenção e prevenção são palavras-chave para quem usa a bicicleta diariamente, lembra a entidade.

As dicas de segurança incluem equipamentos (usar sempre capacete, luvas e óculos); iluminação (usar sempre luz branca na frente e vermelha atrás); velocidade (andar em uma velocidade compatível à via); não ultrapassar o sinal vermelho; usar sempre calçados fechados para pedalar; e seguir a orientação ergonômica para evitar possíveis problemas no joelho.

Dia do Ciclista

O Dia do Ciclista é celebrado em 19 de agosto e homenageia o biólogo Pedro Davison, que morreu atropelado em 2006, em Brasília, aos 25 anos de idade, enquanto pedalava no Eixão Sul, via expressa da capital federal, que é fechada ao tráfego de veículos aos domingos para se transformar em área de lazer. A data entrou no calendário oficial do país. Sua aprovação tem o objetivo de estimular o uso da bicicleta, a cidadania e a mobilidade sustentável e plural, além de criar novas oportunidades para promover a educação para a paz no trânsito.

Fonte  Por Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil Foto Wilson Dias/Agência Brasi


Paleontólogo da UFSM participa de pesquisa sobre fóssil do Triássico encontrado em Candelária


Foto: Reconstrução artística do esfenodonte Clevosaurus hadroprodon, de autoria de Jorge Blanco

Um estudo publicado nesta quarta-feira (14) no periódico científico Scientific Reports, do grupo Nature, apresentou uma nova espécie de esfenodonte que viveu durante o período Triássico, entre 237 e 228 milhões de anos atrás. O fóssil foi encontrado no município de Candelária (RS). O estudo foi liderado pela paleontóloga Annie Hsiou, da Universidade de São Paulo (USP), e contou com a participação de diversos pesquisadores, incluindo o paleontólogo Flávio Pretto, do Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica (Cappa) da UFSM.

Além da USP e UFSM, o trabalho é fruto da colaboração de pesquisadores das seguintes instituições: Midwestern University, dos EUA; Alberta University, do Canadá; Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Museo Argentino de Ciencias Naturales Bernardino Rivadavia, da Argentina; Universidade Federal de Sergipe. A pesquisa teve ainda o apoio do Museu Municipal Aristides Carlos Rodrigues, de Candelária.

Os esfenodontes são um grupo de répteis atualmente restritos à Nova Zelândia, representados pelo tuatara Sphenodon (que inclui apenas duas espécies viventes). No passado, como atestam os fósseis, o grupo foi muito mais diverso e teve uma distribuição quase cosmopolita. O novo achado, batizado de Clevosaurus hadroprodon, representa a mais antiga espécie de esfenodonte registrada na porção sul da pangeia. Ainda sugere que a América do Sul foi palco importante no primeiro pulso de diversificação dos esfenodontes, ainda no período Triássico.

O artigo em questão está disponível no endereço www.nature.com/articles/s41598-019-48297-9.

Fonte e foto Comunicação UFSM (Site)


Prefeito de Porto Alegre mostra a Lerner esboço de roda-gigante para a Orla


O prefeito de Porto Alegre Nelson Marchezan Júnior recebeu, na tarde da ultima sexta-feira, 9, no Salão Nobre do Paço Municipal, o arquiteto e urbanista curitibano Jaime Lerner, responsável pelo projeto de revitalização da Orla do Guaíba, trechos 1 (Moacyr Scliar) e 3 (ainda não denominado). No encontro, o prefeito fez uma apresentação da Orla a Lerner e antecipou que no trecho 2, cuja consulta pública para concessão será lançada na próxima segunda-feira, 12, haverá uma roda-gigante de no mínimo 80 metros de altura. Esta ideia já constava em um pré-esboço do arquiteto, apresentado há cinco anos a sua equipe e a técnicos da prefeitura. Lerner, que foi três vezes prefeito de Curitiba e duas vezes governador do Paraná, veio à Capital receber o Troféu Câmara Municipal, em sessão solene no Plenário Otávio Rocha, no final da tarde. Foi a primeira visita dele a Porto Alegre depois da inauguração da Orla, há um ano.

 

“Seu sonho da roda-gigante será realizado, governador Lerner. Como uma homenagem, guardamos a informação para lhe dar pessoalmente em sua visita a Porto Alegre”, disse o prefeito Marchezan. Lerner respondeu que espera poder andar na roda-gigante. “Pretendo ficar parado no alto para apreciar a paisagem”, brincou. O prefeito informou que o equipamento será um dos mais altos do país, maior do que o existente em São Paulo, de aproximadamente 50 metros de altura, e próximo ao que deverá ser construído no Rio de Janeiro, de 88 metros. “Com certeza, se transformará rapidamente em um ponto turístico nacional, e feito com recursos privados”, salienta Marchezan.
 

Lerner diz que a obra da Orla de Porto Alegre é um exemplo para o país, pela retidão com que foi conduzida e pela excelência dos profissionais envolvidos na execução do projeto. “Hoje, é um dia muito feliz. Se eu pudesse, viria de cadeira de rodas de Curitiba para conhecê-la. Fiz questão de trazer os meus netos, que moram em Nova York, para verem como ficou a Orla”, comemorou. 
 

Participaram da reunião com o arquiteto Jaime Lerner o seu sócio e também arquiteto Fernando Canalli; os vereadores Valter Nagelstein (proponente da homenagem no Legislativo) e Mauro Pinheiro; os secretários municipais de Relações Institucionais, Christian Lemos; do Meio Ambiente e da Sustentabilidade, Germano Bremm; de Parcerias Estratégicas, Thiago Ribeiro; de Planejamento e Gestão, Juliana Garcia de Castro; e de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Marcelo Gazen; e o diretor técnico de Projetos da Secretaria Municipal de Parcerias Estratégicas, Glênio Bohrer. 
 

Troféu Câmara Municipal – Depois da visita ao prefeito, Jaime Lerner se dirigiu ao Legislativo, onde recebeu o Troféu Câmara Municipal. Na tribuna, ele ressaltou o orgulho de conduzir uma obra que se tornou o ponto de encontro dos moradores da cidade, o que considera um “solavanco na autoestima dos porto-alegrenses”. Em seguida, desejou aos que inicialmente questionaram a viabilidade do feito que possam usufruir o espaço da melhor forma possível. “A construção saiu dentro dos padrões de custo anunciados para que uma população imensa desfrute diariamente o Guaíba”, acrescentou.

 
Ao cumprimentá-lo pela homenagem, Marchezan Júnior saudou o empenho coletivo e o trabalho das antigas administrações que ajudaram a tirar o projeto do papel. “A Orla do Guaíba é o exemplo da sociedade que se organiza para trabalhar de forma conjunta em busca do bem comum, resgatando a convivência como um de seus bens mais preciosos”, destaca.

Nascido em Curitiba, em 1937, Jaime Lerner é arquiteto e urbanista formado pela Escola de Arquitetura da Universidade Federal do Paraná, em 1964. Obteve vários prêmios de arquitetura, como o 1º lugar no Concurso Nacional de Projetos para o Edifício-Sede da Polícia Federal, em Brasília (1967); 2º lugar no Concurso Internacional Eurokursaal, San Sebastian, Espanha (1966); e Silver Medal no International City Design Competition, University of Wisconsin, EUA (1989).

 

Em 2010, ele foi relacionado entre os 25 pensadores mais influentes do mundo pela revista Time Magazine e recebeu a Medalha de Urbanismo da L’Académie D’Architecture, da França. Em 2011, em reconhecimento por sua liderança, visão e contribuição no campo da mobilidade urbana sustentável, ele recebeu o prêmio Leadership in Transport Award, conferido pelo International Transport Forum at the OECD.

 

Lerner foi prefeito de Curitiba nos mandatos de 1971 a1975, 1979 a 1983 e 1989 a 1992, e governou o Estado do Paraná entre 1995 e 2002. Participou da criação do Instituto de Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC), responsável pelo plano diretor da cidade. Em seu primeiro mandato à frente da prefeitura de Curitiba, fez uma obra controversa para a época, mas que se tornou, com o passar do tempo, um dos principais cartões postais da capital paranaense. O novo calçamento da Rua XV de Novembro devolveu à via pública o nome imperial do qual muitos tinham se esquecido – Rua das Flores. A rua foi aberta com exclusividade para pedestres em 20 de maio de 1972. 

Outra importante obra de seu primeiro mandato como prefeito foi a abertura de vias exclusivas para os ônibus urbanos (chamados “expressos”), em setembro de 1974. O sistema é chamado atualmente de Rede Integrada de Transporte

Fonte: Texto de: Paulo Fontoura
Edição de: Rui Felten
PMPA
A roda-gigante seria o principal atrativo do Trecho 2 da Orla do Guaíba, entre a Rótula das Cuias e o Anfiteatro Por do SolDivulgação / PMPA

Lançamento da Semana Farroupilha do RS teve visibilidade nacional.


 Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

Pela primeira vez, o lançamento da Semana Farroupilha teve visibilidade nacional. O CTG Jayme Caetano Braun, em Brasília, nesta quarta-feira (7/8), foi palco da divulgação da programação da principal data para os gaúchos, junto à cerimônia que marcou a criação da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Cultura Gaúcha – apelidada de bancada da bombacha.

Além da recepção do grupo de dança da casa, as inúmeras autoridades, como o vice-presidente, general Hamilton Mourão, o governador Eduardo Leite e o vice-governador Ranolfo Vieira Júnior, ministros e secretários, assistiram a shows musicais de artistas gaúchos, como Luiza Barbosa e Thomas Machado, e apresentações de danças tradicionais do CTG Tropeiros do Ouro Negro, de Canoas, e do grupo Arte Nativa, de Lagoa Vermelha. Churrasqueiros desse município ficaram encarregados de assar o churrasco da festa.

“A luta do RS é pela integração, pela defesa do nosso território e da nossa cultura que, hoje, está espalhada pelo nosso país. A frente parlamentar exalta a relevância da nossa identidade cultural, além de trazer benefícios econômicos”, destacou o governador, acrescentando que a medida fará com que mais pessoas se interessem por conhecer o Estado.

CTG BSB 1
“A frente parlamentar exalta a relevância da nossa identidade cultural, além de trazer benefícios econômicos”, disse Leite – Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini
Durante o evento, também foi apresentado um convite para que os brasileiros conheçam o Rio Grande na Semana Farroupilha. Na forma de um clipe, o convite tem o título “Vem pro Rio Grande”, com letra de Rodrigo Bauer e melodia do patrono dos festejos deste ano, César Oliveira, que gravou o vídeo ao lado de Rogério Melo.

CTG BSB 4
Evento foi organizado no CTG Jayme Caetano Braun, em Brasília – Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini
A Semana Farroupilha 2019 começa, oficialmente, dia 16 de agosto, em Tenente Portela, com a cerimônia de acendimento da Chama Crioula, e se estende até 20 de setembro por todo o Estado. O tema escolhido para esta edição do evento é o legado do tradicionalista Paixão Côrtes, morto em 2018, aos 91 anos.

Estiveram presentes, ainda, os ministros Sergio Moro (Justiça e Segurança), Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Osmar Terra (Cidadania) e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, além de senadores, deputados, representantes do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), patrões de CTGs de todo país e outras autoridades.

Mobilização pela cultura gaúcha

Criada na Câmara dos Deputados com 198 assinaturas de representantes dos 26 Estados mais o Distrito Federal, a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Tradição e Cultura Gaúcha tem os deputados federais Ronaldo Santini como presidente e Lucas Redecker, vice-presidente.

CTG BSB 3
Apresentação de danças gaúchas destacou a cultura do Rio Grande do Sul – Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini
Resultado da soma de esforços de líderes políticos do cenário nacional e de lideranças da cultura do Rio Grande do Sul, a nova Frente tem como propósito enaltecer e valorizar o tradicionalismo gaúcho e promete ser uma importante ferramenta de fomento das inovações culturais, artísticas e sociais no país.

A bancada da bombacha deverá ter uma forte conexão com os Centros de Tradições Gaúchas, provocando uma união de esforços para inclusão e preservação da pauta no calendário federal.

Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

Texto: Juliano Rodrigues e Vanessa Kannenberg