Frio intenso favorecerá formação de geadas na próxima semana no RS

Nos próximos sete dias o frio intenso, com temperaturas negativas e geadas, retorna ao Rio Grande do Sul, de acordo com o Boletim Meteorológico Semanal da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural. Na sexta (2), a propagação de uma frente fria provocará chuva, com declínio das temperaturas em todas as regiões. A a combinação de ar … Leia Mais




Selecionadas Dez musicas da fase geral para a final da Coxilha Nativista

Dez musicas da fase geral foram selecionadas para a final, que se apresentam amanhã no palco Jaime Caetano Braun: ? Ranchito [Milonga] – Francisco Brasil, Cristian Camargo e Filipe Corso – Int. Luiz Marenco ? Puerto Irupe [Chamamé] – Nino Zannoni e Luizmauro Pinto da Costa – Porto Alegre/Argentina – Int. Nino Zannoni ? O Campo Nunca nos Mente … Leia Mais


Fase local da Coxilha Nativista divulga as três classificadas para a final

Começou na ultima  quarta-feira (24), mais uma edição do maior festival nativista do Sul do país. A Coxilha Nativista contará com entrada gratuita nas arquibancadas pelo terceiro ano e reunirá grandes vozes da música gaúcha durante os quatro dias de programação.  Em sua 39ª edição, o evento – que jamais teve interrupção durante sua trajetória … Leia Mais


Aeronáutica dá aval para Prefeitura fazer reforma e modernização do Aeroporto Municipal Santa Maria


Estão previstas ampliação das salas de embarque e desembarque, com espaço para funcionamento de até duas empresas aéreas

Um novo passo que contribui para o desenvolvimento econômico e social de Santa Maria e região foi dado à Prefeitura pelo Comando da Aeronáutica no começo desta semana. O pedido de autorização formal para reforma e modernização do terminal de passageiros do Aeroporto Civil de Santa Maria foi avaliado, confirmando que o Município poderá realizar as intervenções. A autorização se faz necessária porque a Prefeitura mantém convênio com a União para poder explorar o espaço, que funciona junto à Ala-4.

“Fizemos um empenho grande junto ao Comando da Aeronáutica, que atendeu ao nosso pedido porque é sabedor da necessidade que Santa Maria e região têm para a reforma do nosso Aeroporto. Trata-se de uma demanda que é de grande interesse público e, por isso, vamos em busca de parceiros para viabilizar esta iniciativa”, afirma o prefeito Jorge Pozzobom.

O Município já conta com o empenho de R$ 8 milhões da Secretaria de Aviação Civil (SAC), do governo federal, para a efetivação das obras. Porém, o projeto complementar tem de ser aprovado pela União para, então, a verba ser destinada à Prefeitura. Esse projeto complementar irá contar com os estudos estruturais, elétricos, hidráulicos, PPCIs, entre outros. Uma vez a SAC dando aval, a Prefeitura, então, licitará a obra do Aeroporto Municipal.

“Após uma longa negociação, temos o aceite para a execução da obra. Agora, vamos trabalhar nos projetos complementares para dar celeridade a todo o processo. Estamos felizes e muito otimistas por mais esta etapa vencida na tentativa de desenvolver a força econômica da região”, reforça o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Ewerton Falk. 

Portões de embarque, balcões para check-in e cafeterias 

O pré-projeto do Aeroporto, feito pela Associação de Hotéis, Restaurantes, Agências de Viagens e Turismo de Santa Maria (AHTURR) e pela Cacism, foi doado à Prefeitura. Nele, está previsto que, ao todo, serão 1,5 mil metros quadrados de área fechada. A sala de embarque passará a ter capacidade para cerca de 170 pessoas, com um espaço comercial para cafeteria. Também haverá vestiários masculinos, femininos e para pessoas com deficiência, além de sanitário familiar. Também estão previstos dois portões de embarque, que poderão ser usados de forma simultânea. Já a sala de desembarque contará com com esteira de restituição de bagagens, além de sanitários.

O saguão central também terá sanitários e espaços comerciais para lojas, para cafeterias e para locadora de veículos. O projeto contempla, ainda, seis balcões para check-in e escritórios que possibilitam o funcionamento de até duas companhias aéreas. Além disso, haverá salas administrativas, de segurança e de monitoramento e controle das aeronaves.

Na parte externa do Aeroporto, serão ampliadas as vagas de estacionamento, com espaço para 32 automóveis e para seis motocicletas, além de vagas reservadas e locais de carga e descarga. Todo o meio-fio da entrada será destinado para táxis e vans, além de um ponto de transporte coletivo. 

Texto: Manuela Vasconcellos
Fotos: divulgação / Prefeitura


Militares partem de Santa Maria para acolhimento de venezuelanos no norte do Brasil


Um grupo de 131 militares gaúchos parte de Santa Maria nesta segunda-feira (22) para participar de uma ação de recepção aos imigrantes venezuelanos no norte do Brasil. Ao todo, 500 militares do Rio Grande do Sul formarão o Contingente Encouraçado — em Roraima e Amazonas, integrarão a Operação Acolhida, do Exército.

A ação visa a receber de maneira humanizada os imigrantes venezuelanos que chegam ao Brasil. Para tanto, os militares receberam treinamentos com órgãos vinculados à Organização das Nações Unidas (ONU) sobre abordagem aos imigrantes, cultura local e como lidar com assédio sexual. 

São 123 militares de Santa Maria, 241 de Alegrete, 129 de São Gabriel e 87 de Porto Alegre — eles já fazem parte do efetivo profissional do Exército, ou seja, não são recrutas. Viajam para Roraima e Amazonas militares de diferentes patentes – de soldados a coronéis. 

Na manhã desta segunda, o grupamento era liderado pelo coronel Marne Dias Real. 

— Fazemos a acolhida, desde fornecimento de documentação, assistência em saúde e alimentação. Depois, (ocorre) uma interiorização, tentando colocar esses venezuelanos no mercado de trabalho de maneira digna — afirma o oficial. 

Como a manhã foi de forte ventania em Santa Maria, a formatura de despedida dos militares foi feita dentro de um hangar da Ala 4, no bairro Camobi. A solenidade durou cerca de meia hora e contou com a presença de militares do alto escalão e familiares de quem partia.  

Os militares utilizaram duas aeronaves. Uma delas partiu no horário previsto, às 9h. A outra teve um adiamento por conta do vento. Os militares irão almoçar em Santa Maria e devem partir durante a tarde.  A viagem dura cerca de sete horas e meia.  

Os demais voos serão nos dias 28 de julho, 3 e 9 de agosto. Todos partem da Ala 4 de Santa Maria.   

Em Roraima, as ações acontecem em Boa Vista e Pacaraima. No Amazonas, os militares serão enviados para Manaus. Conforme a 3ª Divisão do Exército, as capitais Boa Vista e Manaus têm grande concentração militar. Isso facilita o estabelecimento dos militares, pois há alojamentos estruturados. Eles devem seguir alojados na região até novembro.  

Fonte Portal GaúchaZH Fotos Créditos Amanda Boeira Rádio Gaúcha Santa Maria


UFN: Moda Inclusiva apresenta peças adaptadas para promover a autonomia de deficientes


Os cursos de Design de Moda, Fisioterapia e Terapia Ocupacional realizaram um evento interdisciplinar para promover a autonomia de pessoas especiais, a partir do desfile Moda Inclusiva, com peças produzidas e pensadas para atender às necessidades desse grupo de pessoas. 
A união entre os cursos buscou promover soluções que facilitassem a mobilidade dessas pessoas. A ideia é que, com isso, as roupas permitissem que seus donos fossem mais autônomos e independentes de seus cuidadores, ao mesmo tempo em que também buscam facilitar o seu dia-a-dia e melhorar a sua autoestima. 
Para alcançar o objetivo, os grupos interdisciplinares fizeram um levantamento do histórico, bem como uma avaliação fisioterapêutica de cada um dos participantes do projeto, e a partir disso foram confeccionadas peças que atendessem às suas demandas sem abrir mão do conforto, do design e também do estilo da vestimenta. 
A professora e coordenadora do curso de Design de Moda, Salette Mafalda Oliveira Marchi, destacou que espera que o projeto interdisciplinar se repita, pois ela acredita que a experiência foi importante para todos os participantes. “É realmente compensador ver os resultados hoje, e a alegria no rosto dos nossos modelos. A moda não é só glamour, ela tem que ser pensada e acessível para todos”, defende.
Para a coordenadora do curso de Fisioterapia, Nadiesca Taisa Filippin, o desfile é um momento de integração e celebração, pois para ela, a moda inclusiva faz parte do debate sobre a autonomia da mobilidade de um deficiente físico. Já o professor Jeronimo Costa Branco, também da Fisioterapia, destacou a importância de tais projetos de extensão, pois para ele, comunidade e alunos têm muito a ganhar com essas parcerias. 
A construção das roupas especiais foi realizada pelos acadêmicos de Design de Moda, na disciplina de Ergonomia, lotada no 1ª semestre. Os alunos foram apresentados aos pacientes, e cada peça de vestuário foi planejada e montada para cada pessoa, com destaque nas dificuldades por eles relatadas, visando a produção de uma roupa que facilitasse na hora de se vestir.

A cadeirante Adriane da Silva Calixtro desfilou uma jardineira adaptada, pois ela e seu cuidador relataram dificuldade em vestir-se sobre a cama. Por essa razão, a sua peça de roupa possui um zíper e botões laterais para facilitar a colocação e retirada da peça. Adriane revela ter gostado muito da peça e de poder ter participado do projeto.
A jardineira adaptada foi uma criação de Eduardo Sterglich, Anna Carolina Ceretta e Thaís Lemberck. Os acadêmicos revelam que se inspiraram em conceitos de funcionalidade, praticidade e conforto para a elaboração da peça. 
Já a cirurgiã dentista, Fernanda Binato, que possui uma prótese na perna direita, relata ter dificuldade em vestir peças com fechamento em zíper na parte posterior por conta da falta de equilíbrio. Para ela, foi construído um vestido com uma amarração simples na cintura. “Eu adorei porque ele super atende às minhas necessidades, pois é só colocar, muito fácil”, revela Fernanda.
Suas criadoras, Eduarda Kist e Carolina Zappe, defendem que a moda deve valorizar a diversidade humana, e não segregar as pessoas com deficiência. Por essa razão, a peça produzida por elas é de fácil reprodução e também possui um custo-benefício considerado barato. Para elas, este vestido poderia muito bem ser vendido em lojas de departamento, como Renner e Marisa.
Com a supervisão do professor Junior Ruviaro, foram construídas 8 peças com o propósito de solucionar, inovar e facilitar a colocação. Participaram do desfile, pessoas com atrofia muscular, membro amputado, prótese e cadeira de rodas. Estes são pacientes que realizam atendimentos nas clinicas-escola da UFN. Com isso, os cursos de Terapia Ocupacional e Fisioterapia selecionaram quem teria interesse e gostaria de participar da experiência. 
O curso de Fisioterapia realizou a escolha dos pacientes através da disciplina extensiva de Órteses e Próteses, supervisionada pelo professor Jeronimo Costa Branco. Já o curso de Terapia Ocupacional realizou a escolha através da disciplina de Estágio Supervisionado em Terapia Ocupacional II, do 9º semestre, com a orientação das professoras Eliane Caldas da Silva e Luise Ferreira de Queiroz. 
O desfile Moda Inclusiva e apresentação das peças aconteceu no Salão Acústico do prédio 14, na quinta-feira, 18 de julho, e contou com a participação dos alunos envolvidos no trabalho interdisciplinar, bem como dos modelos e seus familiares, professores e colegas. 

Texto: Giulimar Machado e Thayane Rodrigues / Estagiários Jornalismo Assecom
Imagens: Thayane Rodrigues / Estagiária Jornalismo Assecom


Disney cria campanha online para ajudar a preservação de leões


Campanha da Disney em prol dos leões fica disponível até 14 de agosto (Foto: Divulgação/Disney)

Aversão live-action de O Rei Leão chegou aos cinemas mundiais. E para promover o filme, a The Walt Disney Company da América Latina lança a campanha #OCicloSemFim, na qual convida as pessoas a publicarem fotos de um amanhecer ou pôr do sol no Facebook, Instagram e/ou Twitter usando as hashtags #OCicloSemFim e #OReiLeão. 

A cada postagem, a empresa doará US$ 5 para o Wildlife Conservation Network (WCN) e seu programa Lion Recovery Fund (LRF), até atingir US$ 50 mil no total. O objetivo é chamar a atenção para a importância da preservação da espécie para o planeta. O projeto será realizado até o dia 14 de agosto.

Dados do LRF indicam que atualmente, a população de leões em todo o mundo é de 20 mil invíduos, a metade do que existia quando a animação O Rei Leão de 1994 foi lançada. O Fundo para a Preservação da Disney (DCF, na sigla em inglês) busca, com a campanha, proteger os animais e duplicar esse número até 2050. 

Simba em versão de live-action de 'Rei Leão' (Foto: Divulgação)

O rei leão em santa Maria no ultimo sábado levou milhares de pessoas as salas de cinema, como Arcoplex Royal Plaza Avenida Nossa Senhora das Dores  Cinépolis Shopping Praça Nova Santa Maria Rua Irmã Dulce 550 – Loja 1049 97070 Santa Maria

O Rei Leão, da Disney, dirigido por Jon Favreau, retrata uma jornada pela savana africana, onde nasce o futuro rei da Pedra do Reino, Simba. O pequeno leão que idolatra seu pai, o rei Mufasa, é fiel ao seu destino de assumir o reinado. Mas nem todos no reino pensam da mesma maneira. Scar, irmão de Mufasa e ex-herdeiro do trono, tem seus próprios planos. A batalha pela Pedra do Reino é repleta de traição, eventos trágicos e drama, o que acaba resultando no exílio de Simba. Com a ajuda de dois novos e inusitados amigos, Simba terá que crescer e voltar para recuperar o que é seu por direito.

O LRF dá suporte a organizações ambientais que trabalham na África em prol da preservação de leões. Para ter mais informações sobre a campanha, acesse o site www.disneycidadania.com

 

Fonte: Revistagalileu.globo (Divulgação)


Instagram deixa de mostrar número de curtidas das postagens


Usuários da rede social Instagram no Brasil perceberam hoje (17) uma importante mudança. Entre os recursos da plataforma o número de “curtidas”, também conhecidas como “likes” que uma publicação recebe, não fica mais visível para todos os usuários. O tema foi um dos mais discutidos do dia em outra rede social, o Twitter, e esteve entre os mais buscados no Google.

A mudança no Brasil está entre os testes anunciados em abril deste ano durante um evento de desenvolvedores do Facebook, empresa controladora do Instagram.

A experiência faz parte de uma série de medidas que o Instagram vem anunciando nos últimos meses para combater práticas nocivas na rede, como o discurso de ódio ou o bullying na web. Tais ações são uma resposta a críticas recebidas pela plataforma de que sua arquitetura e lógica de funcionamento favoreceriam um ambiente prejudicial ao bem-estar de seus integrantes.

Um estudo da Sociedade Real para a Saúde Pública, realizado em 2017, apontou o Instagram como a pior rede social para o bem-estar e a saúde mental de adolescentes. Segundo o estudo, o Instagram tem impactos importantes em adolescentes, provocando ansiedade, depressão e solidão, além de outros efeitos como na autoimagem dos jovens a partir da lógica das fotos.

Felipe Neto, empresário com canais populares em redes sociais, esteve entre os que vocalizaram essa análise. Ele afirmou que a medida pode mudar a forma como a internet funciona. “O Instagram virou uma rede social tão de fomento à vaidade, ao ego que se transformou em um vírus. É um lugar muito mais negativo do que positivo. Tirar os likes vai ser interessante. Vai ser interessante tirar as disputas”, comentou em um vídeo postado em seus canais.

Além dos testes retirando a visibilidade pública das curtidas, a empresa anunciou algumas outras ações voltadas a coibir essas práticas. Neste mês, em uma nota, o diretor Adam Mosseri informou a implantação de uma ferramenta que usa Inteligência Artificial para questionar o usuário sobre seu conteúdo antes de postá-lo, se o sistema considerar que este pode ser ofensivo.

“Testes preliminares desse recurso mostraram que ele encoraja algumas pessoas a rever os comentários e compartilhar algo que gere menor dano, uma vez que elas tiveram a chance de refletir”, disse Mosseri no comunicado, divulgado no dia 8 de julho.

Fonte Por Jonas Valente -Repórter Agência Brasil Foto Reprodução/Aência Brasil