Semana “Saúde na Escola” aborda importância da vacinação

Entre os dias 8 e 12 de abril, os estudantes de mais de 91 mil escolas espalhadas em todo o país realizarão atividades relacionadas à importância da imunização e do autocuidado. O assunto é o tema da Semana Saúde na Escola 2019, realizada anualmente pelo Ministério da Saúde, em parceria com o Ministério da Educação. … Leia Mais



Procon Porto Alegre divulga pesquisa de preços de chocolates na capital

Atento à proximidade da Páscoa, o Procon Porto Alegre divulga nesta sexta-feira, 5, pesquisa dos preços de ovos e barras de chocolate nos supermercados da Capital. Realizado entre os dias 1º e 2 de abril, o levantamento incluiu dez estabelecimentos, com o registro dos valores de sete das principais marcas do segmento – Garoto, Nestlé, … Leia Mais


Deputado Afonso Hamm toma posse no Parlamento do Mercosul

Na ultima segunda-feira (1º), o deputado Afonso Hamm tomou posse como membro do Parlamento do Mercosul, durante cerimônia realizada em Montevidéu, capital do Uruguai. Em seu quarto mandato, Hamm destaca a importância da relação do Brasil com a Argentina, Paraguai, Uruguai, Bolívia e Venezuela, sendo que esta última delegação é composta de parlamentares do partido … Leia Mais


Irmã que já trabalhou em J.Castilhos assume pastoral da criança no Peru


Profissional da Área da Saúde, com curso técnico em Enfermagem pelo Colégio Maria Auxiliadora, Canoas em 1981 e a faculdade de Enfermagem pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) em 1993, Irmã Lourdes Maria exerceu serviços de enfermagem por muitos anos trabalhando em hospitais de Júlio de Castilhos, Rio Pardo e São Lourenço do Sul. Em Canoas, onde residiu desde 2007, dedicou-se à casa de atendimento à pessoa idosa, Residência Santa Júlia. No último ano atuou no Recanto Aparecida, trabalhando junto às Irmãs mais idosas da Congregação.

“Sempre quis trabalhar com pessoas, atender, cuidá-las. Eu gosto muito do que faço. É realmente a minha vocação e a minha missão. Tenho muita facilidade de me relacionar e as pessoas se apegam muito a mim”, destaca contente.

Após 35 anos como Irmã de Notre Dame e um legado muito grande junto aos idosos por ela atendidos durante essas décadas, Irmã Lourdes tem pela frente um grande desafio e uma grande oportunidade. O convite para ser responsável pela Pastoral da Criança no Peru veio da Superiora Provincial, Ir. Vania Maria Dalla Vechia, e a enche de orgulho. “Sou imensamente realizada na missão como Irmã e estou muito contente com a oportunidade. Trabalhar com idosos foi muito especial, pois eles têm muitas experiências de vida, e deixá-los um pouco mais confortável nessa fase final de vida é muito gratificante, mas tenho certeza que vou gostar muito de trabalhar com as crianças, que são o florescer da vida”, relata.

Um dos trabalhos desenvolvidos pela Pastoral da Criança e muito bem exercido pelas três Irmãs que já integram a missão no Peru é o acompanhamento das mães gestantes, com dedicação total até os 1000 dias de vida do bebê. “A Pastoral da Criança tem uma programação especial, formando líderes para trabalhar nestas duas etapas, mas o trabalho segue até os 6 anos da criança”, completa. Além disso, outro trabalho da Pastoral é a formação de líderes para atuação na comunidade, sendo cada líder responsável por cerca de 15 famílias, com visitas de casa em casa. O trabalho consiste em apoiar e subsidiar as lideranças para que elas se fortaleçam e sigam realizando o trabalho de acompanhamento de crianças e adolescentes.

“Sinto que posso contribuir muito enquanto enfermeira, com cuidados na gestação das mães, nos primeiros dias de vida dos bebês, no incentivo ao aleitamento materno e até no acompanhamento psicológico para evitar depressões pós-parto. Estou indo de coração aberto”.

Irmã Lourdes sente-se inserida e respondendo ao apelo da Igreja de renovar o compromisso de servir o Evangelho na missão ad gentes. Com início em outubro de 2018 e finalizando em outubro de 2019, o “Ano Missionário” celebra o centenário da promulgação da Carta Apostólica Maximum Illud, na qual Bento XV quis dar novo impulso à realidade missionária de anunciar o Evangelho. A data comemorativa busca intensificar a presença missionária da Igreja nas vilas e favelas. O Papa Francisco proclamou outubro de 2019 como Mês Missionário Extraordinário, com o objetivo de despertar em medida maior a consciência da “missio ad gentes” (para as nações) e retomar com novo impulso a transformação necessária da vida e da Pastoral.

O espírito missionário, transmitido por Santa Júlia Billiart e as primeiras Irmãs de Coesfeld, continua vivo e atuante na ação das Irmãs de Notre Dame em sua missão de encarnar, no mundo, o amor do bom e providente Deus.

Fonte e foto Comunicação Social Rede Notre Dame de Ensino (Divulgação)


Hoje é Terça, 26 de março de 2019: Aniversário da cidade de Porto Alegre


 Porto Alegre é um município brasileiro e a capital do estado mais meridional do Brasil, o Rio Grande do Sul. Pertence à mesorregião metropolitana de Porto Alegre e à microrregião de Porto Alegre. Com uma área de quase 500 km², possui uma geografia diversificada, com morros, baixadas e um grande lago, o Guaíba. Dista 2 027 quilômetros de Brasília, a capital nacional.

A cidade constituiu-se a partir da chegada de casais açorianos em meados do século XVIII. No século XIX contou com o influxo de muitos imigrantes alemães e italianos, recebendo também espanhóis, africanos, poloneses e libaneses. Desenvolveu-se com rapidez e hoje abriga mais de 1,4 milhão de habitantes. A cidade enfrenta muitos desafios, entre eles a grande população ainda vivendo em condições de pobreza e sub-habitação, alto custo de vida, alta incidência de obesidade e tabagismo,deficiências sérias no tratamento de esgotos, muita poluição e degradação de ecossistemas originais, índices de crime elevados e crescentes problemas de trânsito. Por outro lado, ostenta mais de 80 prêmios e títulos que a distinguem como uma das melhores capitais brasileiras para morar, trabalhar, fazer negócios, estudar e se divertir.

Foi destacada em anos recentes também pela ONU como a Metrópole nº1 em qualidade de vida do Brasil por três vezes; como possuindo um dos 40 melhores modelos de gestão pública democrática pelo seu Orçamento Participativo e por ter o melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) entre as metrópoles nacionais. Dados do IBGE a apontaram em 2009 como a capital brasileira com a menor taxa de desemprego, a empresa de consultoria britânica Jones Lang LaSalle a incluiu em 2004 entre as 24 cidades com maior potencial para atrair investimentos no mundo e figura na lista da Pricewaterhouse Coopers entre as cem cidades mais ricas do mundo. Porto Alegre é uma cidade influente no cenário global, recebendo a classificação de cidade global “gama -“, por parte do Globalization and World Cities Study Group & Network (GaWC).

Além disso, Porto Alegre é uma das cidades mais arborizadas e alfabetizadas do país,é um polo regional de atração de migrantes em busca de melhores condições de vida, trabalho e estudo e tem uma infraestrutura em vários aspectos superior à das demais capitais do Brasil. Foi manchete internacional quando sediou as primeiras edições do Fórum Social Mundial e foi escolhida como uma das sedes da Copa do Mundo de 2014. Também tem uma cultura qualificada e diversificada, com intensa atividade em praticamente todas as áreas das artes, esportes e das ciências, muitas vezes com projeção nacional, além de possuir ricas tradições folclóricas e um significativo patrimônio histórico em edificações centenárias e numerosos museus.

Fonte: pt.wikipedia.org/wiki/Porto_Alegre Foto reprodução redes sociais (Ilustrativa)


Nova lei exige autorização judicial para menores viajarem sem os pais


A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informa que, em atenção à publicação, na última segunda-feira (18/3), da alteração do artigo 83 da Lei nº 8.069/1990, conhecida como Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), nenhum adolescente menor de 16 (dezesseis) anos poderá viajar para fora da sua comarca de residência desacompanhado dos pais ou responsáveis sem expressa autorização judicial.

A alteração, trazida pela Lei nº 13.812/2019, já está em vigor e todas as empresas que realizam transporte interestadual de passageiros devem observá-la para o embarque de crianças e adolescentes. A Agência lembra que a alteração não isenta o adolescente com idade a partir de 12 (doze) anos de apresentar documento oficial com foto para o embarque.

A ANTT informa, também, que está preparando a alteração da Resolução nº 4.308/2014 para adequá-la à lei em vigor.

O que diz a lei a partir de agora:

“Da Autorização para Viajar

 Art. 83. Nenhuma criança ou adolescente menor de 16 (dezesseis) anos poderá viajar para fora da comarca onde reside desacompanhado dos pais ou dos responsáveis sem expressa autorização judicial.

§ 1º A autorização não será exigida quando:

a) tratar-se de comarca contígua à da residência da criança ou do adolescente menor de 16 (dezesseis) anos, se na mesma unidade da Federação, ou incluída na mesma região metropolitana

b) a criança ou o adolescente menor de 16 (dezesseis) anos estiver acompanhado:

1) de ascendente ou colateral maior, até o terceiro grau, comprovado documentalmente o parentesco;

2) de pessoa maior, expressamente autorizada pelo pai, mãe ou responsável.

§ 2º A autoridade judiciária poderá, a pedido dos pais ou responsável, conceder autorização válida por dois anos.

Art. 84. Quando se tratar de viagem ao exterior, a autorização é dispensável, se a criança ou adolescente:

I – estiver acompanhado de ambos os pais ou responsável;

II – viajar na companhia de um dos pais, autorizado expressamente pelo outro através de documento com firma reconhecida.

Art. 85. Sem prévia e expressa autorização judicial, nenhuma criança ou adolescente nascido em território nacional poderá sair do País em companhia de estrangeiro residente ou domiciliado no exterior.”

(Fonte ANTT: LEI N. 13.812, DE 16 DE MARÇO DE 2019, publicada no DOU de 18.3.2019) Foto ilustrativa reprodução portal.tjsc.jus.br


Dia Mundial da Água. Escolas do RS alerta para importância da preservação


Em tempos de conscientização da humanidade para uma vida melhor, neste 22 de março é comemorado o Dia Mundial da Água. A data foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1992 e é uma forma de se discutir temas relacionadas a este importante bem natural.

A água é um recurso natural necessário para a sobrevivência de todos os ecossistemas. Indispensável para os seres vivos, sinônimo de vida, enfim, existem várias formas de se definir a importância deste líquido, até pouco tempo visto como abundante. Essa ideia já está mudando. Mudando porque, infelizmente, desperdiçamos e poluímos a água. Já pensou como seria se não tivéssemos água para beber, cozinhar ou tomar banho?

É em homenagem a este bem de toda a humanidade que em 22 de março é celebrado o Dia Mundial da Água. A data foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) há pouco tempo, apenas em 1993. Mais do que festejar, a finalidade é alertar sobre a importância da preservação desse recurso natural.

As escolas estaduais aproveitam muito bem toda a semana, não apenas o dia, lembrado na sexta-feira (22), para fazer com que as crianças já saibam tratar a água com respeito. Saneamento básico, recursos hídricos disponíveis, ciclos da água entre outros assuntos foram abordados nas instituições da rede pública.

Na Escola Estadual de Ensino Fundamental Bahia, em Porto Alegre, os professores realizaram diversas atividades com estudantes entre 9 e 10 anos. Lucas Oliveira, da turma 51, aprendeu direitinho sobre como economizar água. “Enquanto escovamos os dentes devemos deixar a torneira fechada e no banho não podemos demorar”, disse o aluno de 10 anos.

A colega de escola, Stefani Gallo, também participou das atividades e falou sobre a importância da água para as plantas, animais e seres humanos. “Não podemos poluir os rios, jogar lixo nas ruas, porque tudo isso prejudica a nossa água.”

Segundo o diretor do Departamento de Recursos Hídricos e Saneamento da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura, Paulo Renato Paim, o Rio Grande do Sul é rico em recursos naturais. Dados da secretaria mostram que temos 25 bacias hidrográficas, divididas em três regiões hidrográficas: Uruguai, Litoral e Guaíba.

Água no mundoReprodução

O Sistema de Outorga de Água do Rio Grande do Sul (Siout-RS) é um grande aliado na preservação deste recurso tão importante. A finalidade é aperfeiçoar o gerenciamento das concessões e a administração de atos inerentes às outorgas de uso de água, por meio de ferramentas que explorem as informações relativas aos recursos hídricos de forma eletrônica, informou o diretor.

O Dia Mundial da Água é lembrado apenas em um dia, mas devemos sempre refletir sobre como a utilizamos e de que forma podemos ajudar na sua preservação. Gestos simples como o do Lucas e da Stefani fazem toda a diferença. Respeite, cuide e não desperdice este recurso que é de todos.

Usar, mas sem desperdiçar

– Torneira aberta enquanto se escovam os dentes manda para o ralo até 25 litros de água

– Uma torneira pingando 24 horas representa 46 litros de água tratada colocada fora

– Lavar a louça sem fechar a torneira provoca a perda de 100 litros

– Banho demorado provoca um gasto de 95 a 180 litros

– Lavar o carro com mangueira durante 30 minutos, o gasto soma 560 litros

 
 
00:00:00/00:00:00
 

Texto: Thaísa Borges Foto: Palácio Piratini / Arquivo


Com apoio global, municípios do RS lançam planos de ação para combater o trabalho infantil


No dia 27 de março, durante a programação da 19ª Expoagro Afubra, em Rio Pardo (RS), acontece o evento “Educação Contra o Trabalho Infantil“. Nele, serão lançados os Planos de Trabalho para a implementação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), construídos nos municípios de Arroio do Tigre, Sobradinho, Lagoa Bonita do Sul e Ibarama (RS).

Os planos foram desenvolvidos em conjunto envolvendo comunidades, autoridades públicas e o programa ARISE – Achieving Reduction of Child Labor In Support of Education (Alcançando a Redução do Trabalho Infantil pelo Suporte à Educação).

O ARISE é uma iniciativa da Japan Tobacco International (JTI), Winrock International e Organização Internacional do Trabalho (OIT), e  seu objetivo é prevenir e reduzir o trabalho infantil em áreas onde a JTI atua.

Sobre os Planos

Os Planos de Trabalho são ações estratégicas para garantir a execução do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), uma iniciativa do Ministério do Desenvolvimento Social e que foi redesenhada em 2014 pelo Ministério do Desenvolvimento Regional.

Nos municípios de Arroio do Tigre, Sobradinho, Lagoa Bonita do Sul e Ibarama, a JTI, Winrock International e OIT apoiaram as equipes técnicas municipais na discussão e elaboração de um plano de trabalho que pudesse avançar de forma efetiva na prevenção e erradicação do trabalho infantil no meio rural.

“A cultura do tabaco no Brasil é 100% de agricultura familiar e é obrigação de todos os envolvidos nessa cadeia garantir que nenhuma criança menor de 18 anos trabalhe. Por isso o ARISE tem um papel tão importante de mobilizar todos os setores da sociedade para discutir práticas, elaborar planos e viabilizar soluções que garantam acesso à educação, além de incentivar o empreendedorismo das famílias como forma de geração de renda”, contextualiza Flavio Goulart, diretor de Assuntos Corporativos e Comunicação da JTI.

O lançamento dos Planos de Trabalho contará com a participação das entidades envolvidas e, após a cerimônia, haverá um debate transmitido ao vivo pelo Canal Rural para discutir boas práticas sobre o tema, com os seguintes convidados:

Mediadora: Kellen Severo
(Âncora e editora-chefe do Mercado&Cia, Canal Rural)

  • Martin Hahn (Diretor do escritório da OIT no Brasil)

  • Denise Natalina Brambilla González (Auditora-fiscal da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Estado do Rio Grande do Sul – SRTE/RS, coordenadora do Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil – FEPETI/RS)

  • Covatti Filho (Secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Rio Grande do Sul)

Contexto

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem 2,67 milhões de crianças e adolescentes de 5 a 17 anos em situação de trabalho infantil. As informações são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua de 2015 (PNAD).

Diante dessa realidade, que também acontece em outros países, a Japan Tobacco International (JTI), a Winrock Internacional e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) juntaram-se em uma parceria global e criaram, em 2011, o programa ARISE – Achieving Reduction of Child Labor In Support of Education (Alcançando a Redução do Trabalho Infantil pelo Suporte à Educação).

As atividades do ARISE acontecem no Brasil, Malawi, Zâmbia e Tanzânia, e incluem o acesso de crianças à educação em contraturno, a conscientização sobre a importância da eliminação do trabalho infantil como uma necessidade social e o fornecimento de meios de empoderamento econômico para as comunidades participantes.

Serviço

Educação Contra o Trabalho Infantil
Quando: 27 de março (quarta-feira)
Onde: Centro Vocacional Tecnológico (CVT), no Parque da Expoagro Afubra
Horários:
Lançamento dos Planos de Trabalho do PETI: 9h
Debate ao vivo transmitido pelo Canal Rural: 10h
Coletiva de imprensa: 11h45

Fonte: Assessoria de Comunicação (Ascom) Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Sul (MPT-RS)