Brasil deve produzir 238 milhões de toneladas na próxima safra de grãos

O Brasil deve produzir até 238 milhões de toneladas de grãos na safra 2018/2019. A informação é da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e faz parte do primeiro levantamento de safra do período, divulgado nesta quinta-feira (11). Segundo a instituição, caso o número se confirme, significará um aumento de 4,7% na produção comparado à safra … Leia Mais


Justiça suspende adoção de placas de veículos do Mercosul

A desembargadora Daniele Maranhão da Costa, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília, suspendeu, em decisão liminar, a adoção das novas placas de identificação dos veículos brasileiros no padrão dos países do Mercosul. As novas placas seriam implementadas no Brasil até 1º de dezembro. A decisão atende a pedido da Associação das Empresas Fabricantes e … Leia Mais



Campanha alerta sobre os riscos de mexer no celular ao volante

Alertar os motoristas sobre o perigo de usar o celular enquanto dirigem é o objetivo de uma campanha que o Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (DetranRS) lança nesta quarta-feira (10). A ação, chamada de Uma mensagem pode interromper a sua vida, tem materiais que começam a ser divulgados hoje nas emissoras de … Leia Mais


A propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV recomeça nesta sexta-feira

A propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV recomeça nesta sexta-feira (12) e prossegue até o dia 26 de outubro, antevéspera da votação do segundo turno. Os programas dos candidatos serão transmitidos de segunda-feira a sábado, em dois horários por dia. Além da disputa para presidente entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), … Leia Mais


Reta final: confira dicas de especialistas para se dar bem no Enem


Daqui a um mês, 6,7 milhões de candidatos vão disputar uma vaga no ensino superior por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As provas vão ocorrer em dois domingos consecutivos, 4 e 11 de novembro. Por isso, nessa reta final, os estudantes precisam se preparar com afinco para garantir um bom resultado.

Métodos

O professor e especialista em gestão educacional Mateus Grangeiro destaca que o planejamento das revisões deve ser individualizado, respeitando as especificidades de cada candidato. Ele aconselha que, ao organizar a rotina de estudos, é necessário avaliar os conhecimentos já consolidados. “Não abandone as disciplinas em que já tem facilidade, mas priorize as de menor rendimento”, reforça o professor.

Grangeiro comenta que também é importante focar, durante a preparação, nas áreas de maior peso para o curso e as universidades de interesse. Ele acrescenta uma dica: dedicar maior tempo de estudo para os conteúdos mais abordados nos anos anteriores, já que alguns temas são recorrentes.

Estudo individual ou coletivo

Outra decisão que pode interferir no resultado é a escolha entre ter estudos individuais ou em grupo. De acordo com o professor de matemática Henrique de Faria, estudar sozinho ajuda a aprimorar a concentração, pois a prioridade é dada pelo próprio candidato. “É o tipo de estudo que deve ocupar a maior parte do tempo de uma pessoa que vai prestar o Enem”, ressalta. Contudo, ele alerta que é preciso ter muita disciplina para se manter concentrado. Para isso, acentua que o ideal é evitar distrações, ficando longe de televisores e celulares.

Já quem tem dificuldade em se manter focado pode ter um desempenho melhor no estudo coletivo, afirma. “Em um bom grupo, há um excelente clima para que os estudantes se ajudem tanto em conteúdo quanto em motivação”, enfatiza. Segundo ele, o método favorece a troca de informações e, assim, quem se sai melhor em uma disciplina pode ajudar quem tem dificuldades nela, e vice-versa.

O exame

A prova do Enem tem quatro fases de questões objetivas sobre Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias, que totalizam 180 questões; e a prova de redação. Neste ano, o segundo dia de provas terá cinco horas de duração.

Fonte: Governo federal, com informações do Inep


Turismo religioso movimenta calendário de outubro no Brasil


Responsável por injetar R$ 15 bilhões na economia de diversas cidades brasileiras, o turismo religioso no Brasil movimenta cerca de 20 milhões de viagens todos os anos. No mês de outubro, das 185 atrações e festividades inscritas no Calendário Nacional de Eventos do Ministério do Turismo, 49 estão relacionadas a romarias, círios, procissões, peregrinações e missas.

As festas de São Francisco de Assis, cujo centro de romarias é Canindé (CE), estão entre as grandes festividades do início do mês. A cidade, localizada a 110 km de Fortaleza, tem a segunda maior romaria Franciscana do mundo, com um milhão de fiéis por ano. Eles percorrem até esta quinta-feira (4), Dia de São Francisco, mais de 120 km debaixo do forte sol até chegar ao maior santuário franciscano das Américas.

Em outubro também acontece o Círio de Nazaré, em Belém (PA). Durante o festejo religioso, realizado sempre no segundo domingo do mês, mais de dois milhões de fiéis chegam a se reunir na cidade. A celebração religiosa dura duas semanas e está para os paraenses assim como o Natal para o restante do Brasil. Devido ao simbolismo e importância, a festa da padroeira da Amazônia foi reconhecida pela Unesco como patrimônio imaterial da humanidade.

Já no Sudeste, Aparecida do Norte (SP) é famosa entre os turistas religiosos por abrigar o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, segundo maior do mundo, atrás apenas da Basílica de São Pedro, no Vaticano. A Basílica de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, é considerada também o maior santuário mariano do mundo. Com 143 mil m² de área construída, a basílica recebe mais de 12 milhões de romeiros por ano.

Fonte: Ministério do Turismo


Confira os classificados para final do Enart da 2ª Inter-regional do ENART em Santo Angelo


A 2ª Inter-regional do ENART 2018 foi realizada nos dias 29 e 30 de setembro, na cidade de Santo Ângelo, no Ginásio Municipal Marcelo Mioso, no Colégio Tiradentes, no Colégio Estadual Missões e no CTG Os Legalistas, todas as apresentações foram abertas ao público com entrada gratuita. O evento é organizado e promovido pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho, com a coordenação da Fundação Cultural Gaúcha e o apoio da Prefeitura Municipal de Santo Ângelo, da 3ª Região Tradicionalista e da Associação das Entidades Tradicionalistas de Santo Ângelo.

A programação visa ao incentivo e desenvolvimento de novos talentos, a promoção do intercâmbio cultural e proporcionará um espetáculo de fomento e valorização da nossa arte e tradições.

A segunda classificatória do Enart em Santo Angelo recebeu as seguintes regiões em busca da classificação para a final: 3ª, 4ª, 5ª, 9ª, 10ª, 13ª, 14ª, 18ª, 20ª e 21ª.

Confira os classificados para a final em Santa Cruz do Sul, segundo dados divulgados pelo Jornal Eco da Tradição:

Imagem reprodução redes sociais (Didulgação) Fonte Jornal Eco da tradição

 


Terremotos e tsunami mataram quase 400 pessoas na Indonésia


Fonte Portal G1

Feridos são atendidos nas ruas de Palu — Foto: Muhammad Rifki / AFP

Feridos são atendidos nas ruas de Palu — Foto: Muhammad Rifki / AFP

O número de mortos deixados pelasérie de terremotos e pelo tsunamique atingiram a ilha indonésia de Sulawesi subiu para 384 em balanço divulgado pelas autoridades neste sábado (29). O número de vítimas pode subir.

00:00/03:11
Terremoto seguido de tsunami deixa 384 mortos na Indonésia

Terremoto seguido de tsunami deixa 384 mortos na Indonésia

O porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB, sigla em indonésio), Sutopo Purwo Nugroho, afirmou ainda que dados provisórios indicam que 540 pessoas ficaram feridas e 29 estão desaparecidas.

00:00/00:30
Tremor e tsunami provocam mortes e danos em ilha da Indonésia

Tremor e tsunami provocam mortes e danos em ilha da Indonésia

“O governo local declarará o estado de emergência”, disse o porta-voz, em Jacarta. Ele frisou também que o mais urgente agora também é restabelecer os serviços de energia elétrica e telecomunicação na área.

“Quando a ameaça surgiu, as pessoas ainda estavam fazendo suas atividades na praia e não correram imediatamente, e se tornaram vítimas. Muitos corpos foram encontrados na costa, devido ao tsunami”, relatou o porta-voz. Para escapar das ondas, algumas pessoas subiram em árvores de seis metros.

Pessoas tentam circular em rua cheia de escombros na ilha de Sulawesi — Foto: Muhammad Rifki / AFPPessoas tentam circular em rua cheia de escombros na ilha de Sulawesi — Foto: Muhammad Rifki / AFP

Pessoas tentam circular em rua cheia de escombros na ilha de Sulawesi — Foto: Muhammad Rifki / AFP

Tremores

Na sexta-feira (28), uma série de terremotos abalou a ilha indonésia de Sulawesi. Um deles, de magnitude 7,5, levou à formação de um tsunami com ondas até 2 metros.

A BNPB confirmou a formação do tsunami depois que vários vídeos foram divulgados nas redes sociais.

Vista aérea de área destruída em Palu, na ilha de Sulawesi, na Indonésia após tsunami — Foto: ANTARA via ReutersVista aérea de área destruída em Palu, na ilha de Sulawesi, na Indonésia após tsunami — Foto: ANTARA via Reuters

Vista aérea de área destruída em Palu, na ilha de Sulawesi, na Indonésia após tsunami — Foto: ANTARA via Reuters

Milhares de casas desmoronaram, além de hospitais, hotéis e comércios. Houve corte de energia. A cidade costeira de Palu foi a mais afetada, seguida de Donggala.

Técnicos de telecomunicações e transporte aéreo chegaram neste sábado ao aeroporto nacional de Palu, que permanece fechado para voos comerciais.

A principal cidade que dá acesso a Palu está bloqueada por um deslizamento de terra.

Mapa mostra área tingida por terremotos e tsunami na Indonésia — Foto: Infografia: Karina AlmeidaMapa mostra área tingida por terremotos e tsunami na Indonésia — Foto: Infografia: Karina Almeida

Mapa mostra área tingida por terremotos e tsunami na Indonésia — Foto: Infografia: Karina Almeida

Terremoto e tsunami deixaram mesquita em Palu em ruínas — Foto: Rifki/ APTerremoto e tsunami deixaram mesquita em Palu em ruínas — Foto: Rifki/ AP

Terremoto e tsunami deixaram mesquita em Palu em ruínas — Foto: Rifki/ AP

Resgates

Fortes tremores secundários continuam a ser sentidos na ilha. Os resgates continuam, mas estão prejudicados pelo corte de energia.

Aviões militares decolaram de Jacarta neste sábado levando alimentos e medicamentos para a região de Palu.

Homem observa danos causados pelo terremoto e tsunami em Palu, Sulawesi, na Indonésia — Foto: Rifki / AP PhotoHomem observa danos causados pelo terremoto e tsunami em Palu, Sulawesi, na Indonésia — Foto: Rifki / AP Photo

Homem observa danos causados pelo terremoto e tsunami em Palu, Sulawesi, na Indonésia — Foto: Rifki / AP Photo

Tragédia em Lombok

Uma série de terremotos em julho e agosto matou quase 500 pessoas e deixou cerca de 1,5 mil feridos na ilha turística de Lombok, a centenas de quilômetros a sudoeste de Sulawesi. Milhares de habitantes ficaram desalojados.

Shopping parcialmente destruído em Palu — Foto: Antara Foto / BNBP / via ReutersShopping parcialmente destruído em Palu — Foto: Antara Foto / BNBP / via Reuters

Shopping parcialmente destruído em Palu — Foto: Antara Foto / BNBP / via Reuters

Anel de Fogo do Pacífico

A Indonésia está em uma das regiões mais propensas a tremores e atividade vulcânica do mundo: o Círculo de Fogo do Pacífico. Cerca de 7 mil tremores atingem essa área por ano, em sua maioria de magnitude moderada.

A região, de cerca de 40 mil km de extensão, tem formato de ferradura e circunda a bacia do Pacífico, abrangendo toda a costa do continente americano, além de Japão, Filipinas, Indonésia, Nova Zelândia e ilhas do Pacífico Sul.

Em 2004, um tremor de magnitude 9,1, perto da costa noroeste da ilha de Sumatra, gerou um tsunami que matou 230 mil pessoas em 14 países no Oceano Índico.

Indonésios procuram a segurança de um parque com medo de réplicas do terremoto de magnitude 7,5 que atingiu o país — Foto: Antara Foto / Rolex Malaha / via ReutersIndonésios procuram a segurança de um parque com medo de réplicas do terremoto de magnitude 7,5 que atingiu o país — Foto: Antara Foto / Rolex Malaha / via Reuters

Indonésios procuram a segurança de um parque com medo de réplicas do terremoto de magnitude 7,5 que atingiu o país — Foto: Antara Foto / Rolex Malaha / via Reuters


“The Voice Brasil”: gaúcho Léo Pain vence a edição 2018 do programa


Léo Pain

Uma estrela musical do Rio Grande do Sul conquistou o país. Nesta quinta-feira (27), o cantor Léo Pain registrou 50,01% e venceu o The Voice Brasil, ao superar a pernambucana Erica Natuza, a mineira Isa Guerra e o brasiliense Kevin Ndjana. Na final, o alegretense cantou a música Adoro Amar Você, de Daniel, mantendo seu repertório dedicado ao sertanejo durante todo o reality musical. Na segunda apresentação, surpreendeu com Outra Vez, de Roberto Carlos.

 segundo lugar ficou com Kevin Ndjana, do time de Ivete Sangalo. Com a vitória, Léo Pain leva para casa um prêmio de R$ 500 mil, um carro zero quilômetro e um contrato com a Universal Music. 

O músico, que foi integrante do time de Michel Teló, despontou como favorito durante o reality desde o início. Nas etapas anteriores, ele registrou mais de 50% de aprovação do público. Na semifinal, teve a maior aceitação entre todos os candidatos, com 85,71 pontos.

Como foi a final

 O último programa da sétima temporada do reality começou com Tiago Leifert, que explicou que os quatro candidatos se apresentam normalmente e a enquete de votação seria aberta na segunda rodada de shows. A primeira a subir no palco foi Erica Natuza, do time de Carlinhos Brown, com a faixa Anunciação, de Alceu Valença. Depois, veio a apresentação da voz do time de Lulu Santos, a mineira Isa Guerra, que trouxe My Life Is Going On, de Cecilia Krull, que fez sucesso com a série La Casa de Papel, da Netflix.

O finalista Kevin Ndjana, na sequência, trouxe I Got You (I Feel Good), clássico eternizado por James Brown, com direito a coreografia no palco. Antes do quarto show da noite, Teló falou que Léo Pain tem “brilho no olhar, afinadíssimo e tem muito orgulho da trajetória de crescimento no programa”. 

— Desejo toda a sorte do mundo! São 18 anos de estrada, luta e noites — finalizou o cantor de Ai Se Eu Te Pego.

Carlinhos Brown, no entanto, comparou o gaúcho ao norte-americano Elvis Presley, dizendo que os dois possuem o mesmo carisma. Assim, Léo Pain entrou no palco e cantou Adoro Amar Você, do sertanejo Daniel.  

Após o término da performance do alegretense, a votação foi oficialmente aberta no Gshow. Para dar uma pausa no ritmo, Ivete Sangalo e a banda Melim cantaram a sua faixa de parceria, Um Sinal.   

O programa, então, abriu a segunda rodada de apresentações com Erica Natuza, que performou How Deep is Your Love, sucesso do grupo Bee Gees.

Antes da segunda apresentação de Isa Guerra, Teló foi ao palco cantar uma faixa em que misturou sucessos dos quatro técnicos: Festa, de Ivete SangaloNamorada, de Carlinhos BrownTempos Modernos, de Lulu Santos; e A Brasileira, do próprio Teló.

A seguir, foi a vez de Isa Guerra, que surpreendeu na audição seguinte: ela decidiu cantar uma música autoral, O Céu Já Escolheu. Na sequência, Lulu Santos se uniu aos produtores musicais Ruxell e Serginho Santos para apresentar a música Hoje Em Diacomposição que fez em homenagem ao namorado, em julho

 Na penúltima apresentação da noite, Kevin Ndjana cantou Ainda Bem, que estourou nas rádios na voz de Thiaguinho. Em mais um show especial, Carlinhos Brown recebeu o rapper Rael para cantar Toda Paz

Para fechar as performances dos candidatos, Léo Pain surpreendeu e cantou Outra Vez, eternizada na voz de Roberto Carlos.  Na volta do intervalo, Tiago Leifert anunciou o fim das votações. 

Em apresentação especial, o The Voice trouxe as vozes que venceram edições anteriores do programa. Os dez artistas dividiram os vocais de This Is Me, que integrou o setlist do musical O Rei do Show, longa-metragem estrelado por Hugh Jackman.

A trajetória de Léo

Com 34 anos, Léo Pain nasceu em Alegrete, mas mora em Santa Maria há 13 anos. Atualmente, se dedica à carreira como cantor sertanejo com shows em todo o país, mas já conquistou mais de 40 prêmios relacionados à música nativista. No The Voice Brasil, o artista tem seu repertório voltado ao estilo favorito — passeou entre hits de Bruno e MarroneCristiano Araújo e Gustavo Mioto. Na fase Shows Ao Vivo, na semana passada, surpreendeu ao cantar La Barca, popular canção de bolero na voz de Luis Miguel. 

Um dos pontos fortes do gaúcho é de que ele faturou mais de 50% dos votos em todas as etapas em que encarou enquetes populares. No Tira-Teima, teve 70,34%, número que saltou para 75,48% na Batalha dos Técnicos. Na fase decisiva dos Shows Ao Vivo, teve 54,05% e 53,39% na primeira e segunda noites, respectivamente. Na semifinal, seu índice de aceitação saltou para 85,71 pontos.

Nesta semana, Pain concedeu entrevista ao GaúchaZH e dizia confiante com a vitória. 

— Eu sou muito crente em Deus e nos meus santos. Então, penso que o que vai ser, será. Está escrito já.

Texto por Portal GaúchaZH  foto Reprodução / TV Globo (reprodução redes sociais)