Amsterland apresenta Natal Encantado e Réveillon

Aberto ao público desde julho em Santana do Livramento, o Parque Termal Amsterland trabalha na realização de dois grandes  eventos de final de ano: o Natal Encantado e o Réveillon 2020. As festas estão programadas para acontecer  em meio a inauguração da área externa de piscinas do Complexo. O Natal Encantado está marcado para o … Leia Mais




Universidade Franciscana divulga Lista de Suplentes do Vestibular de Verão 2020.

​A Pró-Reitoria Acadêmica da Universidade Franciscana, por meio da Coordenadoria de Seleção e Ingresso dos cursos de Graduação, divulgou a Lista de Suplentes do Vestibular de Verão 2020, tanto para Medicina, como para os demais cursos. Se o nome do candidato estiver na Lista de Suplência, deve comparecer na 1ª Chamada Oral de preenchimento das vagas … Leia Mais


Simpósio sobre as Eleições 2020 acontece na OAB em Porto Alegre


O Simpósio Sul Brasileiro de Direito Eleitoral, com o tema “Eleições 2020: cenários e perspectivas” acontece nas próximas quinta (28) e sexta-feira (29), a partir das 9h, na Escola Superior de Advocacia (ESA) da OAB/RS (rua Manoelito de Ornellas, n. 55, em Porto Alegre). A Escola Judiciária Eleitoral do Rio Grande do Sul (EJERS), em parceria com o Instituto Gaúcho de Direito Eleitoral (IGADE) e a ESA da OAB/RS, está organizando a iniciativa.

O evento é aberto ao público e gratuito. As inscrições poderão ser realizadas até quarta-feira (27) por meio do Portal do Aluno da ESA/OAB. Como forma de ingresso, será solicitado aos participantes doações de fralda geriátrica tamanho GG ou Mucilon de arroz ou milho. Essas contribuições serão destinadas ao Lar Santo Antônio dos Excepcionais.

Dentre os temas que serão debatidos estão: liberdade de expressão, democracia, desinformação, direito eleitoral na era digital e perspectivas para as Eleições de 2020.

Este é o primeiro evento organizado por tribunal no Brasil cuja paridade de gênero dos palestrantes será efetiva. Em razão disso, o TRE-RS ganhou um selo ouro da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (Abradep).

Fonte Texto: Carolina Pastl, tre-rs. Imagem: Isadora Garcia


IFFar orienta sobre confirmação de vaga no período de greve da Rede Estadual


Os candidatos aprovados em 1ª chamada nos Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio do IFFar têm até sexta-feira (28) para realizar a confirmação de vaga. Um dos documentos exigidos para a confirmação é o atestado de provável concluinte do Ensino Fundamental, obtido com as escolas.

Banner noticias PS Integrado 03

A confirmação de vaga é realizada na Coordenação de Registros Acadêmicos do campus ofertante do curso no qual o candidato foi aprovado. A lista completa com os documentos necessários para a confirmação de vaga está disponível no Anexo IV do Edital nº 322/2019, que rege o processo seletivo e está disponível neste link. A relação de documentos pode variar de acordo com a cota na qual o estudante se inscreveu.

Um dos documentos necessários para a confirmação de vaga é o atestado de conclusão ou o atestado de provável concluinte do Ensino Fundamental, obtido na escola onde o candidato está matriculado ou onde finalizou seus estudos.

Em razão da greve das escolas da Rede Estadual, alguns candidatos podem ter dificuldade na obtenção destes documentos. Neste caso, o IFFar orienta que os responsáveis entrem em contato com a escola e exponham a situação. Caso haja negativa por parte da escola em fornecer o atestado, a orientação é que os responsáveis procurem as Coordenadorias Regionais de Educação para tentar resolver o problema.

A não confirmação de vaga implica na perda da vaga. Após a confirmação, que deve ser realizada até 29 de dezembro, 3 de fevereiro de 2020 é a data limite para a entrega da documentação faltante, incluindo o atestado de conclusão do Ensino Fundamental daqueles estudantes que entregaram o atestado de provável concluinte.

Caso a greve ainda não tenha encerrado, o aluno poderá entregar um atestado de conclusão do ensino fundamental, informando que o candidato concluiu o ensino fundamental e está apto a prosseguir seus estudos, indicando também a data na qual a escola disponibilizará o histórico de conclusão.

Os Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio do IFFar são aqueles em que o aluno faz o curso técnico e as disciplinas básicas do ensino médio no IF Farroupilha. É necessário, portanto, ter o Ensino Fundamental completo. A lista contendo os candidatos aprovados em 1ª chamada foi publicada no dia 21 de novembro e pode ser acessada aqui.

Fonte SECOM IFFar (Site)


Dia Nacional do Doador de Sangue: Salve vidas, torne-se doador de sangue regular


No Brasil, cerca de 3,3 milhões de pessoas são doadoras de sangue. Isso significa que 16 a cada mil pessoas doam sangue regularmente. Esse ato solidário de salvar vidas é comemorado no dia 25 de novembro, Dia Nacional do Doador de Sangue. O dia tem o objetivo de agradecer a todos doadores regulares, aqueles que doam com frequência, além de lembrar que a data precede um período de estoques baixos nos bancos de sangue, devido à proximidade das férias, de datas comemorativas de fim de ano e feriados prolongados.

“É importante que a população se conscientize sobre a doação de sangue e se torne um doador regular para que os estoques de sangue tenham sempre uma margem positiva de bolsas coletadas e nunca falte para quem precisa. O processo é rápido e seguro para o doador e pode salvar milhares de vidas. Conheça, converse com quem é doador e procure um hemocentro mais próximo. Seu ato pode mudar uma vida”, disse o coordenador geral de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Rodolfo Duarte Firmino.

Embora o percentual de doadores de sangue de 1,6% da população brasileira esteja dentro da recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), de que pelo menos 1% da população seja doadora, o Ministério da Saúde trabalha constantemente para aumentar esse índice, estimulando que mais pessoas passem a ser doadores regulares, mantendo assim os estoques de sangue em níveis seguros.

Doação de Sangue | Ministério da Saúde

É importante lembrar que não há um substituto para o sangue e a disponibilidade é essencial em diversas situações nos hospitais, como cirurgias e tratamento de pessoas com doenças crônicas, como a doença falciforme, a talassemia, e outras que, frequentemente, necessitam de transfusão sanguínea. A manutenção dos estoques de sangue em níveis seguros em todo o país depende da doação regular de sangue que ainda é feita por uma pequena parcela da população brasileira.

Até setembro de 2019, 2,4 milhões de bolsas de sangue foram coletadas no Brasil. Levando em consideração que cada bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas, o quantitativo doado poderia salvar quase 10 milhões de pessoas, caso houvesse necessidade. A quantidade de bolsas de sangue coletadas no mesmo período de 2018 foi igual, 2,4 milhões. Em relação às regiões, o Sudeste foi o que realizou maior número de coletas de janeiro a setembro de 2019, com 1 milhão de bolsas de sangue, seguido pela região Nordeste (603 mil), Sul (435 mil), Centro-Oeste (211 mil) e Norte (178 mil).

Outro dado importante é com relação à frequência da doação. Dados divulgados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) apontam que 42,9% das doações realizadas em 2017 foram de 1ª vez, 42% de repetição e 15% esporádicas. Além disso, a agência divulgou que, nas doações, há a prevalência dos tipos O+ e A+, contabilizando 43% e 30,7% das doações realizadas em 2017, respectivamente.

Quem pode doar sangue

No Brasil, pessoas entre 16 e 69 anos podem doar sangue. Para os menores (entre 16 e 18 anos) é necessário o consentimento dos responsáveis e entre 60 e 69 anos a pessoa só poderá doar se já o tiver feito antes dos 60 anos. É preciso pesar no mínimo 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O candidato deve estar descansado, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação, não fumar e não estar de jejum. No dia da doação, é imprescindível levar documento de identidade com foto.

A frequência máxima de doações por ano é 4 vezes para o homem e de 3 doações anuais para a mulher. O intervalo mínimo deve ser de 2 meses para os homens e de 3 meses para as mulheres. A doação é 100% voluntária e beneficia qualquer pessoa, independente de parentesco. “Doe sangue regularmente. Tem sempre alguém precisando de você. Procure o hemocentro mais próximo e seja um doador regular”, reforça o coordenador geral de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Rodolfo Duarte Firmino.

Segurança do sangue

Todos os litros de sangue coletados na rede pública de saúde passam por um teste chamado sorologia para identificação de doenças. Além disso, é realizado outro exame, chamado Teste NAT, que reduz a chamada janela imunológica para HIV, Hepatite C e B, tempo em que o vírus já está presente no doador e ainda não é possível sua detecção.

A coleta da bolsa dura cerca de 15 minutos, mas o processo de doação, da triagem até a doação leva em média 40 minutos. A coleta das bolsas de sangue é feita com material descartável, estéril, e de uso clínico.

Com informações do Ministério da Saúde Foto: Ministério da Saúde


“Coluna Semanal” por Nilton Moreira. Doenças leves ou graves.


“Coluna Semanal” Estrada Iluminada por Nilton Moreira.

Todos nós em algum momento da vida vamos adoecer. Isso faz parte da nossa programação de vida, já que estamos num Planeta de expiações onde predomina o mal, e as moléstias sejam elas graves ou leves, fazem parte do contexto.
É evidente que uns tem mais doenças que outros, embora vivam a mesma quantidade de anos, mas também temos aquelas pessoas que embora tenham uma passagem até rápida na Terra, passaram a maioria do tempo lutando contra doenças.
A Espiritualidade nos diz que as doenças graves e que judiam com o nosso organismo são depurações que o espírito que somos vivencia e que muitas vezes conseguimos superar e outras sucumbimos. Esta doença grave tem por objetivo nos chamar a atenção e também daqueles que nos cerca, para a necessidade de mudança nos rumos dos objetivos, pensamentos e atitudes.
Quando a moléstia que depende de tratamento longo e doloroso chega, vem com objetivo de nos sacudir para que vislumbremos algo diferente em nossas metas e convívio com outras pessoas, para que mudemos o modo de agir, e dependerá a nossa recuperação da atitude que vamos adotar diante da dificuldade, e também de fazer eclodir a nossa fé.
Quanto às pequenas doenças, estas que são rápidas e basta curta utilização de medicamentos. Não é fruto de resgates ou expiações, derivam de nosso comportamento momentâneo! Uma dor de garganta quem sabe está atrelada a palavras mal aplicadas ou palavras dotada de mentira; as dores abdominais, azias e similares, estão atreladas ao modo pelo qual nos alimentamos, gula, temperamento; as relacionadas aos olhos tem origem no que estamos dando atenção ao olhar, e assim por diante.
Tem as pedras que aparecem nos rins, vesícula e outros locais, que estão atreladas filosoficamente a mágoas, ódios, que não conseguimos nos desvencilhar e passam a petrificar-se no organismo físico.
Também temos aquelas doenças que não aparece a causa, mas temos sim os sintomas, e que se relaciona com a mente, que são os distúrbios psíquicos e que acabamos enveredando para medicamentos faixa preta. Essas estão normalmente relacionadas a obsessões espirituais e que é necessário tratamento específico e especializado por quem entende da área espiritual, que pode ser obtido através de algumas religiões que se dedica ao estudo do oculto.
Lembremos que Jesus, o médico dos médicos curava quem o procurava, e sempre orientava o paciente a não incorrer no mesmo erro, para que evitasse acontecer algo pior ainda. Então temos ai prova de que a conduta é de suma importância para que tenhamos uma vida saudável, muito embora como dito no início, estamos em um Planeta que predomina o mal, e em razão disso vivemos de braços com coisas ruins que são, por exemplo, as moléstias.
A cada existência damos um passo para evolução e certamente em alguma das futuras vidas vamos ser merecedores de habitarmos um planeta de melhor condição moral, onde haverá menos dor e estaremos livres de certas moléstias.
Esta é a promessa contida nos ensinamentos de nosso Irmão Maior Espírito de Verdade.

Boas energias a todos.


Instituto Federal Farroupilha lança livro sobre os 10 anos da instituição


O Instituto Federal Farroupilha lançou um livro de artigos que contam os 10 anos da instituição na última quarta-feira (13), durante a 31ª Multifeira de Santa Maria (Feisma).

IMG 5229

Foto: livro foi lançado no estande do IFFar na Feísma com a participação de servidores da instituição

O lançamento do livro ocorreu no estânde do IFFar na Feisma. A Multifeira de Santa Maria é um evento tradicional no calendário da cidade. Instituições e empresas costumam divulgar serviços para o público de toda a região central do RS.

O livro ‘IFFar 10 anos: Ensaios dessa Trajetória’ apresenta um relato histórico oficial dos dez anos do Instituto Federal Farroupilha. De acordo com o prefácio do livro, escrito por Eliezer Pacheco,”os IFs são a mais ousada e criativa política educacional já experimentada” no Brasil.

Foram criados, segundo Eliezer, através de “um debate democrático, envolvendo CEFETs, Escolas Técnicas vínculadas às Universidades e Agrotécnicas Federais”. Eliezer Pacheco foi secretário de Educação Profissinal e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC) de 2004 a 2011 e um dos idealizadores dos Institutos Federais.

O IF Farroupilha foi fundado em dezembro de 2008 e abriu suas primeiras turmas no começo de 2019. Uma breve história da instituição é contada pela reitora do IFFar, Carla Comerlato Jardim, no capítulo de abertura do livro: “nascido a partir da união de duas autarquias cinquentenárias, o Centro Federal de Educação Tecnológica de São Vicente do Sul e a Escola Agrotécnica Federal de Alegrete, e das então recém-constituídas Unidades de Ensino Descentralizadas de Júlio de Castilhos, e Santo Augusto, o IFFar integrou-se aos territórios das regiões Central, Noroeste e Oeste do Rio Grande do Sul, desenvolvendo larga diversidade de atividades de ensino, pesquisa e extensão”.

O livro “IFFar 10 anos” foi distribuído aos autores dos artigos e bibliotecas de todos os campi da instituição.

Fonte e foto Secom IFFar (Repropdução)