Lua Azul, meteoros e Urano: veja os destaques no céu nesta semana

Nesta semana teremos três bons motivos para olhar para o céu: uma lua “azul”, o início de uma nova chuva de meteoros e a melhor aparição do planeta Urano no céu neste ano. Todos são fenômenos fáceis de observar, que podem ser apreciados desde que você tenha céu limpo e um simples binóculo. Lua Azul … Leia Mais


Nasa anuncia descoberta de água na Lua

Cientistas da Nasa anunciaram nesta segunda-feira (26) a descoberta de moléculas de água na Lua, algo importante para futuras missões tripuladas em programas como o Artemis e para a construção de bases permanentes na superfície de nosso satélite. A descoberta foi feita usando o Sofia, um telescópio infravermelho montado dentro de um avião Boeing 747. Voando a 11 km de altura, … Leia Mais


Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por covid-19

Balanço divulgado neste domingo (25) pelo Ministério da Saúde (MS) mostra que o país registrou 13.493 novos casos de covid-19, nas últimas 24 horas. No total, o país acumula 5.394.128 casos, desde o início da pandemia. Além disso, foram registradas 231 novas mortes, totalizando 157.134 óbitos. O número de casos em investigação soma 2.390. O … Leia Mais


Publicadas regras de flexibilização do programa A Voz do Brasil

A portaria que estabelece as condições, critérios e procedimentos para a flexibilização e a dispensa do horário de retransmissão obrigatória do programa de rádio A Voz do Brasil pelas emissoras de radiodifusão sonora está publicada na edição desta sexta-feira (23) do Diário Oficial da União.
 
 Em 2018, foi sancionada a lei que flexibilizou o … Leia Mais


Seminário Internacional de Prevenção e Proteção contra Incêndio

O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul (CBMRS) em conjunção de esforços com a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) realizará o II Seminário Nacional e I Seminário Internacional de Prevenção e Proteção Contra Incêndio, que será gratuito e exclusivamente no formato on line. O seminário tem com objetivo propiciar à comunidade … Leia Mais


Lua, Saturno e Júpiter estarão juntos no céu hoje; saiba como observar


Se você estiver em um local com céu limpo nesta quinta-feira (22), não deixe de procurar pela Lua, que estará em conjunção com Júpiter e Saturno. Os dois planetas estarão bem próximos a ela, e se parecerão com duas estrelas brilhantes.

Portanto, a melhor oportunidade para observar os três astros juntinhos é entre 19h e 20h, quando estarão mais altos no céu. Saturno estará à direita e acima da Lua, e Júpiter abaixo, também à direita. Olhe na direção norte.

Reprodução

Lua, Júpiter e Saturno, como aparecerão no céu às 19h42 (horário de Brasília) desta quinta-feira. Fonte: Stellarium / Reprodução

Se você perder esta chance, terá outra em 21 de dezembro, quando acontecerá a “grande conjunção”: Lua, Júpiter e Saturno estarão tão próximos que caberão todos no campo de visão de um telescópio. Será a maior aproximação entre os três desde 1623, e algo que só se repetirá em 2080.

Como se orientar

Para facilitar a orientação e saber em que direção olhar, é importante identificar os principais pontos cardeais. Para isso, você pode usar um velho truque por meio de uma bússola ou app de astronomia em seu celular.

O velho truque é baseado numa frase que você deve ter aprendido na escola: “o sol nasce a leste e se põe a oeste”. Fique em pé e estique os braços, com o direito apontando para o nascente, e o esquerdo para o poente. Então você terá o leste à direita, o norte à frente, o oeste à esquerda e sul atrás de você.

Quanto às bússolas, quem usa um iPhone não precisa de um app extra: basta usar o “Bússola”, que é parte do iOS. Para Android minha recomendação é o “Apenas uma bússola”, da PixelProse SARL, que é bonito, simples, gratuito e, mais importante, sem anúncios.

Reprodução

SkySafari: um catálogo astronômico interativo no seu bolso. Imagem: Simulation Curriculum

Outra opção é usar um app de astronomia, que usa a bússola do celular junto com sua localização obtida via GPS identificar o que você está apontando ou indicar para onde olhar. Uma boa opção é o Sky Safari, da Simulation Curriculum Corp, que está disponível em versões para Android e iOS e pode ser usado gratuitamente.

Fonte Portal Olhar Digital


Calor impacta nos preços de frutas e hortaliças vendidas no atacado no Brasil


As altas temperaturas registradas no país têm impactado nos preços de frutas e hortaliças vendidas nas Centrais de Abastecimentos (Ceasas). O forte calor acelera a maturação de alguns produtos, e com isso, o produtor tem que antecipar a colheita, afetando a oferta e os valores de comercialização, como mostra o 10º Boletim Prohort divulgado, nesta quarta-feira (21), pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). 

Entre os produtos que sofreram a influência do calor está o tomate. O produto apresentou alta nas cotações em praticamente todas as centrais analisadas pela Conab, sendo a maior variação em Brasília, de 32,5%. Apenas na Ceasa do Rio de Janeiro a hortaliça ficou mais barata. Com a maturação precoce, houve muita oferta do tomate nos primeiros dias de setembro, quando o preço baixou, porém a oferta diminuiu no restante do mês, o que trouxe um efeito de elevação de preços na média final. No entanto, pelo acompanhamento dos preços diários, é possível notar uma tendência de queda a partir da segunda quinzena deste mês.

No caso da melancia, as altas temperaturas intensificaram a entrada da fruta no mercado. Com a elevação da oferta, principalmente da região de Uruana (GO), os preços no acatado ficaram mais baixos, estimulando a procura. O volume da melancia negociado em nove centrais de abastecimento chegou a ser 60% superior ao registrado em agosto deste ano. Na primeira quinzena de outubro, os preços apresentaram estabilidade em boa parte do país.

Outro produto é o mamão, que ficou mais barato no mercado atacadista devido ao amadurecimento acelerado. Neste mês, há tendência de estabilização do preço.

As condições climáticas também influenciaram na maior demanda pela laranja que, aliada a uma menor oferta da fruta, apresentou alta de preços nas Ceasas pesquisadas.

A cenoura ficou mais cara em todos os mercados atacadistas analisados em setembro. Entanto, para outubro, há previsão de “uma estabilidade nos preços dentro do mês, porém na comparação com a média de setembro, o preço vem declinando”.

* Com informações da Conab e Portal Brasil Foto reprodução redes sociais


E-Título passa a ter foto do eleitor e pode ser usado como documento oficial para votar


O e-Título, aplicativo desenvolvido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que consiste na via digital do título eleitoral, passou recentemente por novas atualizações. A principal alteração é que o app passa a mostrar a foto do eleitor, permitindo que o cidadão apresente apenas o seu perfil no aplicativo para ingressar na seção eleitoral e votar. Tal funcionalidade está disponível somente para quem realizou o cadastramento biométrico.

Assista as informações em vídeo.

O objetivo é facilitar ainda mais a vida do eleitor no dia da votação. Outras mudanças foram feitas para oferecer maior proteção aos dados do usuário – confira abaixo.

Baixe o app nas lojas on-line Google Play e App Store.

O Tribunal recomenda que os eleitores baixem o aplicativo com a maior antecedência possível ao dia das Eleições Municipais 2020, cujo primeiro turno acontecerá no dia 15 de novembro. Com mais tempo para utilizar a interface do aplicativo, o eleitor estará mais seguro e apto para usá-lo no dia da votação.

Mais segurança para os dados

O documento digital exigirá a resposta do eleitor a uma série de perguntas. Apenas as pessoas que responderem com sucesso a esse desafio poderão usar o aplicativo e suas funcionalidades. Embora soluções de segurança como essa possam tornar a experiência do usuário menos fluida, elas são relevantes para a proteção dos dados do eleitor.

Atualmente mais de dois milhões de eleitores já baixaram o e-Título, e cerca de 60 mil pessoas têm acessado o documento diariamente.

Além da emissão do documento em meio digital com foto, com as mudanças de segurança implementadas, há também a necessidade de criação de senha de acesso do eleitor ao app.

Entre outras vantagens, estão ainda as de emitir as certidões de quitação eleitoral e de crimes eleitorais, que estarão disponíveis ao eleitor a qualquer momento. O app também informa o endereço do local de votação e fornece informações sobre a situação eleitoral.

Justificativa de ausência

Os eleitores que estiverem fora do seu domicílio eleitoral no dia da eleição poderão utilizar o e-Título para justificar sua ausência, por meio da geolocalização do aplicativo. Essa funcionalidade estará disponível somente no dia da eleição, das 7h às 17h.

Para fazer a justificativa fora do dia da eleição, o eleitor poderá apresentar documento comprobatório que motivou a ausência (60 dias para justificar após cada pleito, ou 30 dias para justificar após retorno ao Brasil).

Nenhum dos serviços prestados pelo e-Título é exclusivo do aplicativo. Isso significa que as certidões também podem ser obtidas pelo computador ou junto ao cartório eleitoral. O app, no entanto, visa tornar esses e outros serviços mais ágeis, seguros e de mais fácil acesso por parte dos eleitores.


Imposto de importação para soja e milho é zerado até 2021


Dois dos principais grãos da agricultura nacional – soja e milho – terão a alíquota do imposto de importação zerada a fim de manter o equilíbrio na oferta desses produtos no mercado doméstico.  A decisão foi tomada pelo Comitê-Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex) nesta sexta-feira (16), durante reunião extraordinária, a partir de propostas apresentadas pelos ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (sobre a soja) e da Economia (sobre o milho).

A suspensão temporária do imposto de importação para soja (grão, farelo e óleo de soja) valerá até 15 de janeiro de 2021. Já em relação ao milho, as importações brasileiras sem pagamento de imposto irão até 31 de março de 2021. O estabelecimento dessas datas visa não comprometer a comercialização da próxima safra, que tem a colheita prevista para início do próximo ano.

O aumento pela demanda mundial de alimentos, ocasionado pela ocorrência da pandemia da Covid-19, gerou reflexos semelhantes, mas com motivações diferenciadas, nos mercados relativos a essas duas commodities. No caso do milho, houve um aumento no consumo interno para abastecer a produção de proteína animal, que registrou crescimento nas exportações. Movimento que já vem sendo registrado nas últimas duas décadas, a uma taxa de 14,3% ao ano.

No caso da soja e derivados, como farelo e óleo, também houve aumento nas vendas externas que ganharam impulso com a valorização do dólar.

“Em virtude desses fatores, foi conveniente buscar uma medida preventiva, de maneira a equalizar as condições de importação de terceiros países com o Mercosul, fortalecendo o abastecimento do mercado doméstico”, afirma o diretor de Comercialização e Abastecimento, Sílvio Farnese.

É importante ressaltar, segundo o diretor do Mapa, que não há expectativa de falta dos produtos. O objetivo é promover um ajuste entre a oferta e demanda desses produtos no período anterior à colheita da safra 2020/2021, que ocorre a partir do início do próximo ano.

Cenário

Neste ano, o Brasil está colhendo safra recorde de soja, estimada em 124,8 milhões de toneladas, de acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). No entanto, a desvalorização do real provocou elevação no preço do produto, gerando atratividade para as exportações, aliado ao aumento de demanda externa, notadamente pela China.

O milho deverá registrar uma colheita de 102,5 milhões de toneladas, expansão de 2,5% em relação à safra anterior. O fator cambial também tem contribuído para facilitar as vendas externas, que somaram entre janeiro e setembro 20,5 milhões de toneladas e deverão fechar no patamar superior a 34,5 milhões de toneladas.

No último dia 9 de setembro, a Camex zerou a alíquota do imposto de importação para o arroz em casca e beneficiado até 31 de dezembro deste ano, atendendo uma solicitação do Mapa. Neste caso, a redução temporária está restrita à cota de 400 mil toneladas. Até o início do mês, o Brasil já havia negociado 225 mil toneladas de arroz dos Estados Unidos, Índia e Guiana, que deverão entrar no país até novembro.

No caso do milho e da soja, não houve definição de cota de importação.

Gecex

O Comitê-Executivo de Gestão (Gecex) é o núcleo executivo colegiado da Camex, responsável por definir alíquotas dos impostos de importação e exportação, fixar medidas de defesa comercial, internalizar regras de origem de acordos comerciais, entre outras atribuições.

Segundo o Decreto 10.044/2019, o Gecex é integrado pela Presidência da República, pelos ministérios da Economia, das Relações Exteriores e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

[email protected]

Fonte Agricultura e Pecuária
 Foto: iStock/Mapa

Salão de Negócios da Mercopar é oportunidade para MPEs


As micro e pequenas empresas do RS já têm uma agenda importante para o mês de novembro: participar do Salão de Negócios da 29ª Mercopar, uma das maiores feiras de inovação industrial da América Latina, de 17 a 19 de novembro, no Centro de Feiras e Eventos Festa da Uva, em Caxias do Sul. A Mercopar é promovida pelo Sebrae RS e pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS) e o Salão de Negócios é um dos destaques da programação.

De acordo com o gestor de projetos de competitividade setorial do Sebrae RS, Jakson Luz, 45 grandes empresas compradoras participarão da versão presencial e outras 45 da edição virtual. Nos dois modelos, serão realizadas reuniões com duração de 15 minutos, todas pré-agendadas. O Salão de Negócios – Projeto Comprador Mercopar 2020 acontecerá das 14h às 19h presencialmente e das 14h às 17h na versão digital. Para ambos, as inscrições devem ser feitas até o dia 26 de outubro pelo link www.sebraers.com.br/rodadasdenegocios .

“É uma excelente oportunidade para a MPE conseguir apresentar seu produto e/ou serviços para estas empresas que são de vários estados como RS, SP, RJ, SC, PR e MG. Aproximar pequenas e grandes empresas para geração de negócios é o principal objetivo”, afirma Luz. Os setores de interesse são: Metalmecânico, Eletroeletrônico, Automação industrial, Movimentação e armazenagem de materiais, Serviços industriais, Borracha, Energia e Meio ambiente, Plásticos, Tecnologia da informação e Startups.

Para mais informações sobre a Mercopar acesse www.mercopar.com.br

Mais informações

Assessoria de Imprensa Sebrae RS – 51. 3216.5182 / 5301

Ivana Gehlen – [email protected]

Fonte: Moglia Comunicação Empresarial