Tupanciretã terá 178 doses nesta 1ª fase de vacinação contra a COVID-19

Com informações mais concretas, a Secretaria Municipal de Saúde, através do Setor de Imunização gravou um vídeo falando sobre essa 1ª fase da vacinação contra a COVID-19. Conforme estabelecido pelo levantamento da 9ª Coordenadoria Regional de Saúde, Tupanciretã receberá 178 doses da vacina Coronavac. Profissionais de Saúde da Linha de frente do HCBT, do SAMU … Leia Mais





Tempo ameno e possibilidade de temporais para os próximos sete dias

A semana terá temperaturas amenas e possibilidade de temporais no Rio Grande do Sul, de acordo com o Boletim Integrado Agrometeorológico nº 02/2021, divulgado pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR), em parceria com a Emater-RS e Irga. Na sexta-feira (15), a presença do ar seco manterá o tempo firme e grande amplitude térmica, com … Leia Mais


Governo do RS anuncia planejamento para concurso público para3,4mil vagas


– Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini

A necessidade de garantir instrumentos voltados à renovação dos quadros levou o governo do Estado a elaborar um planejamento de longo prazo para repor servidores civis relacionados aos serviços essenciais e às áreas meio. O anúncio foi feito pelo governador Eduardo Leite e secretários estaduais em transmissão ao vivo na tarde desta quinta-feira (14/1).

“Temos uma agenda de soluções para resolver problemas crônicos do Estado e que vai promover um legado para o futuro do RS. Entre eles, o ajuste fiscal. Mas o ajuste fiscal não é um fim em si mesmo. A finalidade do Estado é prestar serviços para melhorar a vida das pessoas, cuidar das pessoas, especialmente daquelas mais vulneráveis. E o Estado faz muito disso, seja na saúde, na educação, na segurança e outras áreas, através dos servidores públicos. Por isso, vamos fazer novos concursos públicos e nomeações para repor quadros em serviços essenciais ao cidadão e em estruturas de apoio que garantam, no futuro planejamento, arrecadação, controle de gastos, gestão de despesas e apoio jurídico”, afirmou o governador.

Conforme anunciou Leite,serão autorizadas 3.429 vagas em concursos públicos e 259 nomeações em  frentes fundamentais para a administração pública que não podem sofrer interrupção.

“A situação fiscal delicada do Rio Grande do Sul e a crise que enfrentamos neste momento exigem que essas decisões sejam avaliadas com senso de urgência, responsabilidade fiscal e planejamento de longo prazo para que o poder público siga em condições de cumprir sua missão”, complementou Leite.

O planejamento dá sequência ao cronograma de nomeações até 2022 na área da Segurança Pública anunciado no ano passado e às contratações que estão sendo feitas de forma emergencial neste momento de enfrentamento à Covid-19. Trata-se, assim, de um movimento estratégico de recursos humanos para os próximos anos, evitando que o Estado fique sem possibilidades de promover chamadas se as condições financeiras e regulatórias assim permitirem.

As reposições imediatas e as autorizações para novos concursos foram autorizadas pelo Grupo de Assessoramento Especial (GAE) e a repercussão financeira será diluída por diversos anos, sendo que as futuras nomeações dos concursos autorizados serão objeto de deliberações específicas à medida das necessidades e dos reflexos fiscais.

Ainda que extremamente relevantes para a administração pública, o total de vagas corresponde a apenas cerca de 1% dos vínculos totais e a 2,5% dos vínculos ativos atuais do Poder Executivo, sendo, portanto, um movimento cauteloso considerando a situação das finanças estaduais.

Para recompor quadros de forma permanente, está sendo autorizada a realização de concursos, como na Saúde e na Educação, que se encontram sem seleções válidos. Para dar suporte à execução das políticas públicas e minimizar parte de uma defasagem histórica, áreas meio serão fortalecidas na Secretaria da Fazenda, na Procuradoria-Geral do Estado (PGE) e na Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão Estratégica (SPGG), bem como em todas nas demais secretarias que realizam a condução de suas atividades por meio de analistas de políticas públicas, com nomeações e novos concursos.

As medidas de reposição são possíveis por dois fatores principais. O primeiro é que todos os novos servidores ingressarão num novo regime de previdência. Além da Previdência Complementar vigente desde 2016, já estão em vigor as novas alíquotas previdenciárias e regras de idade e transição aprovadas pela Assembleia, o que já tem reduzido o déficit previdenciário. Todos os servidores irão para o Fundoprev Civil, fundo de capitalização com aposentadorias limitadas ao teto do INSS e que, inclusive, após a Reforma RS, passou a apresentar superávit atuarial, conforme resultados apurados em 2020.

O segundo fator essencial para a reposição de servidores é a evolução positiva, desde 2019, do indicador de despesas de pessoal pelos critérios da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Com medidas de modernização da receita e contenção de despesas, o Poder Executivo ficou ao final de 2019, após quatro quadrimestres, abaixo do limite prudencial da LRF, de acordo com os critérios do Tribunal de Contas do Estado (TCE), encerrando o ano com 45,6%, ante 46,59% em 2018. Ao final do segundo quadrimestre de 2020, o indicador recuou ainda mais, para 44,24%, demonstrando os resultados dos esforços de controle das despesas de pessoal.

Recuo semelhante tem se verificado usando os critérios da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), ainda que em patamares diferentes. Embora em situação muito delicada quanto aos gastos com folha de pagamento, essa trajetória no indicador é importante para permitir uma reposição necessária de quadros para a manutenção dos serviços nos próximos anos.

No caso das nomeações autorizadas de imediato, elas serão feitas a partir de concursos realizados em anos anteriores e terão repercussão anual futura de cerca de R$ 62 milhões, uma vez que todos os servidores estejam efetivamente nomeados.

Os demais custos dependerão do tempo entre a realização dos concursos e a efetiva nomeação dos aprovados, que pode ocorrer em até cinco anos, considerando um prazo médio para realizar os concursos e a validade máxima de quatro anos.

AUTORIZAÇÃO PARA NOVOS CONCURSOS

Devem ser 3.429 vagas, cujas efetivas chamadas serão objeto de novas autorizações:

SECRETARIA DA SAÚDE: 948 vagas
Concurso para 948 cargos, sendo 750 especialistas em saúde e 198 técnicos em saúde. Os quadros são necessários para ações e serviços executados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), organizadas de forma regionalizada e hierarquizada pela Secretaria da Saúde (SES), que tem papel fundamental para o completo funcionamento da rede.

O último concurso realizado pela SES foi em 2014, sendo que a última chamada ocorreu em 2018. Nos últimos cinco anos, a SES teve 774 cargos vacantes, decorrentes de aposentadorias, falecimentos e exonerações.

Além disso, atualmente há 295 pedidos de aposentadorias aguardando deferimento e publicação. Ou seja, em curto prazo, haverá vacância de 1069 cargos que precisarão ser repostos, sob pena de comprometimento do desenvolvimento regular das atribuições da secretaria. A SES também tem, atualmente, 143 cargos em contratação emergencial, que terão seu prazo de validade esgotado ainda neste ano.

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO: 1,5 mil vagas
Está sendo autorizado concurso para 1.500 professores. Há elevado número de aposentadorias, com 3.463 publicadas em 2019 e 559 publicadas em 2020. Outras 2 mil aguardam análise e publicação, sendo necessária a substituição do quadro para o atendimento às 2.384 unidades escolares.

O último concurso para professores foi em 2013, tendo sido nomeados até 2017 um total de 9.469. Na Educação, há cerca de 19.980 professores em contrato temporário.

PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO (PGE): 19 vagas
São 19 vagas para procurador do Estado, 59 analistas e 31 técnicos administrativos e em informática. A PGE responde por 1.040.086 de processos ativos, conforme relatório do Controle de Processos Judiciais (CPJ) de dezembro de 2019, que dependem do apoio dos servidores nas áreas administrativa, técnica e de assessoria aos procuradores do Estado, para que possam ser acompanhados adequadamente.

As atribuições institucionais da advocacia de Estado não se resumem ao exercício da representação judicial do Estado, suas autarquias e fundações de direito público. A consultoria jurídica à administração pública e o desenvolvimento da advocacia preventiva tendem a evitar demandas judiciais e contribuir para o aprimoramento institucional da administração pública.

Atualmente, todas as secretarias contam com a presença de um agente setorial. A carreira de procurador do Estado tem 348 cargos, dos quais 329 estão providos. Há 19 cargos vagos, reflexo de exonerações, mas principalmente, aposentadorias nos últimos dois anos. A última entrada de servidores ocorreu em 2018.

FUNDAÇÃO ORQUESTRA SINFÔNICA DE PORTO ALEGRE (FOSPA): 16 vagas
São 16 vagas para músicos (solista, assistente e fila). O corpo orquestral apresenta defasagem, demandando contratação de músicos extras e gastos. O último concurso foi realizado em 2014 e a ultima nomeação foi em 2018.

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL (IPE PREV): 72 vagas
Concurso para 72 vagas, sendo 34 analistas em previdência, 34 assistentes em previdência e 4 peritos e auditores médicos. Essa medida dará sequência aos projetos de reestruturação do instituto, inclusive a Lei 15.472/2020 e permitirá a substituição de contratos temporários. O IPE Prev teve o último ingresso de servidores em 2017, na época conjuntamente com o IPE Saúde.

INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO RIO GRANDE DO SUL (IPE SAÚDE): 98 vagas
Concurso para 98 vagas, sendo 51 analistas de gestão em saúde e 47 técnicos de gestão em saúde. Essa medida dará sequência aos projetos de reestruturação do instituto, inclusive a Lei 15.472/2020.

CENTRAIS DE ABASTECIMENTO DO RIO GRANDE DO SUL (CEASA): 10 vagas
Concurso para 10 vagas, sendo 8 analistas e 2 agentes técnicos, visando suprir a carência de pessoal próprio e considerando a elevada idade média do quadro atual.

SECRETARIA DE PLANEJAMENTO, GOVERNANÇA E GESTÃO (SPGG): 676 vagas
Como o último concurso não teve número suficiente de aprovados, o plano de longo prazo prevê também concurso para reposição futura da carreira de analistas de planejamento, orçamento e gestão para reverter a situação de apenas 39% de provimento de cargos, sendo estimadas 53 vagas.

Além disso, são previstas 623 vagas para analistas de projetos e políticas públicas do Estado (carreira transversal), sem reposições desde 2018. Essas 623 vagas estão distribuídas em 23 tipos de analistas, discriminados abaixo:

Analistas de projetos e políticas públicas do Estado (carreira transversal)
Analista administrador – 40 vagas
Analista arquivista – 12
Analista jurídico – 60
Analista de gestão pública – 34
Analista contador – 26
Analista economista – 30
Analista assistente social – 38
Analista bibliotecário – 26
Analista estatístico – 10
Jornalista – 22
Psicólogo – 34
Analista arquiteto – 89
Analista engenheiro – 64
Analista de sistemas – 12
Analista biólogo – 1
Analista geógrafo – 3
Analista ambiental – 8
Analista agropecuário florestal – 32
Médico – 30
Médico de perícia e análise –  15
Analista em assuntos culturais – 25
Analista em educação – 6
Historiógrafo – 6
TOTAL: 623

NOMEAÇÕES
Também está prevista a nomeação de 259 servidores, divididos da seguinte forma:

SECRETARIA DA FAZENDA (SEFAZ): 220 cargos
As contratações são relativas a concursos públicos de 2017 e 2018 já homologados e que têm validade até 2021 e 2022. Mais de 50% dos cargos existentes na Fazenda não estão preenchidos e cerca de 300 servidores têm possibilidade de aposentadoria até 2022.

Desde a última chamada de quadros em 2016, os quadros superior e técnico foram reduzidos em cerca de 280 servidores ativos, o que significa que a atual chamada reporá cerca de 78% da redução de quadros verificada no período, mantendo-se, assim, ainda um quadro inferior ao existente cinco anos atrás, condizente com os esforços de contenção de gastos e ganhos de produtividade.

Apesar de todos os esforços de automatização, racionalização dos postos físicos de trabalho com redistribuição de tarefas e de aumento da produtividade, tais quedas nos quadros de servidores sem reposição alguma colocariam em risco as atribuições usuais da Sefaz, que geram receitas para o Estado, bem como o andamento do plano de modernização tributária Receita 2030, um dos projetos estratégicos do governo. Além disso, um intervalo muito longo sem nomeações cria vazios geracionais e reduz a renovação dos quadros.

Os novos servidores serão conduzidos para as atividades de arrecadação, planejamento financeiro, execução da despesa e controle interno do Estado e as quantidades são similares à 2016. As nomeações estão divididas em 20 cargos de auditor do Estado, 100 cargos de auditor fiscal da Receita Estadual e 100 cargos de técnicos tributários da Receita Estadual.

SECRETARIA DE PLANEJAMENTO GOVERNANÇA E GESTÃO (SPGG): 39 cargos
A SPGG nomeará 39 servidores para a carreira de analista de planejamento, orçamento e gestão (Apog), responsáveis pela execução de atividades e competências principalmente nas áreas de planejamento, gestão de projetos, captação de recursos e orçamento.

Pela legislação atual, esses servidores também podem atuar nas unidades setoriais para reforço e apoio às áreas de planejamento dos órgãos. Com a reforma administrativa de 2019, foram incorporadas à Seplag (atual SPGG) competências da antiga SMARH, aumentando o escopo e as atividades da secretaria.

A previsão legal de vagas na carreira de Apog é de 150 cargos, sendo que atualmente são 58 em atividade, alguns com pedidos de aposentadoria. Não houve ingressos nos últimos 10 anos para a carreira e as projeções indicam redução a menos de 1/3 dos cargos previstos em lei nos próximos anos.

Concursos nomeações 1

Concursos nomeações 2a

• Clique aqui acesse apresentação do Plano de concursos e nomeações – servidores civis 2021-2022

Texto e edição: Secom


Professores do IFFar organizam coletânea sobre Gênero e Diversidade.


O livro “Caminhos possíveis a inclusão V: gêneros, (trans)gêneros e educação – alguns enfrentamentos”, publicado pela Editora Brazil Publishing marca o encerramento das Publicações de 2020 do Grupo de Estudos e Pesquisas em Formação inicial e continuada de professores do IFFar campus Jaguari.

Organizado por Vantoir Roberto Brancher, Ana Maria Colling e Eliane Quincozes Porto ( do Campus Júlio de Castilhos), o livro está disponível nas versões física e e-book (gratuito) desde o começo do mês de dezembro.

O livro constitui-se de uma coletânea de textos produzida por diversas pesquisadoras e pesquisadores comprometidos com a discussão sobre a educação, a interseccionalidade e os estudos de gênero. Na perspectiva de Losandro Antonio Tedeschi, professor da Universidade Federal da Grande Dourados responsável pelo posfácio da obra, foram apresentados temas de grande relevância diante do cenário contemporâneo: gênero, diversidade sexual, geração, interseccionalidade, violência, mulheres trans, mulheres negras, identidade indígena, movimento LGBT, história das mulheres, escola, resistências, corpo, lesbianidade e muitos outros. Fica o convite à leitura e aos possíveis desassossegos que se apresentam.

https://www.iffarroupilha.edu.br/noticias-jc/item/19946

Fonte ASCOM IFFar


Reta final do Enem terá aulões preparatórios transmitidos pela TV pública


Faltam poucos dias para a primeira etapa de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, mas ainda dá tempo dos candidatos darem um reforço na preparação e revisarem conteúdos para o teste. Para isso, o Ministério das Comunicações firmou uma parceria para transmitir em TV aberta aulões preparatórios para o Enem, chegando também aos candidatos que não têm acesso à internet.

“Sabemos que ainda tem hoje 20% da população que não tem acesso à internet e 96% do Brasil tem TV. Isso significa que a TV Brasil vai poder chegar a 96% dos brasileiros e gratuitamente”, afirmou o ministro das Comunicações, Fábio Faria

A parceria foi firmada pelo ministério com a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e o Governo do Distrito Federal, que é o responsável pelo projeto Maratona Enem, que produz e vincula os aulões pela internet.

Serão quatro dias de aulões transmitidos pela TV Brasil. Quinta-feira (14) e sábado (16) e quinta-feira (21) e sábado (23), sempre de 14h às 18h. Além do conteúdo das disciplinas, os estudantes receberão dicas e informações focadas no que importa na reta final de preparação e nos conteúdos mais frequentes no Enem. Também podem tirar dúvidas ao vivo.

As aulas tem um material de apoio para os estudantes com resumos e as questões que serão resolvidas ao longo da aula. Um QR-Code para baixar o material será exibido na tela durante a transmissão.

“Alguns alunos ficaram sem aula durante esse período de 2020, quase todos ficaram estudando via internet. Sabemos que ainda tem hoje 20% da população que não tem acesso à internet e 96% do Brasil tem TV. Isso significa que a TV Brasil vai poder chegar a 96% dos brasileiros e gratuitamente. Isso é uma parceria que vem numa hora certa”, afirmou o ministro das Comunicações, Fábio Faria.

O Enem

As provas do Enem impresso serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro. As da versão digital do Enem, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. O exame é composto por quatro provas objetivas e uma redação em língua portuguesa. Cada prova objetiva terá 45 questões de múltipla escolha.

Essa é a primeira vez que o exame será aplicado na versão digital e deverá ser feita por mais de 96 mil participantes.

Maratona Enem

Data: Quintas-feiras (14 e 21 de janeiro) e sábados (16 e 23)
Horário: das 14h às 18h
Onde assistir?
No YouTube da TV Brasil e da Secretaria de Educação do DF. Também pela televisão aberta ou a cabo, no canal da TV Brasil
Como sintonizar?
Canais abertos
° Brasília – DF
Canal 2.2 – Digital
° Rio de Janeiro – RJ
Canal 2.2 – Digital
° São Luís – MA
Canal 2.2 – Digital
° São Paulo – SP
Canal 1.2 – Digital

Emissoras afiliadas da TV Brasil
° TV Encontro das Águas – Manaus (AM) – Canal 2.1 HD
° TVE da Bahia – Salvador (BA) – Canal 10.1 HD
° TV Ceará – Fortaleza (CE) – Canal 5.1 HD
° TV Guarapari (ES) – Canal 9.1 HD
° TV Bom – Bom Jesus de Goiás (GO) – Canal 36.1 HD
° TV UFG – Goiânia (GO) – Canal 15.1 HD
° TV Sudoeste – Jataí (GO) – Canal 11.1 HD
° Rede Minas – Belo Horizonte (MG) – Canal 9.1 HD
° TV Andradas – Andradas (MG) – Canal 36.1 HD
° TV Plan – Poços de Caldas (MG) – Canal 51.1 HD
° TV Universidade – Cuiabá (MT) – Canal 2.1 HD
° Funtelpa – Belém (PA) – Canal 2.1 HD
° TVU da Paraíba – João Pessoa (PB) – Canal 43.1 HD
° TVU de Recife (PE) – Canal 11.1 HD
° TV Pernambuco – EPC Caruaru (PE) – Canal 12.1 HD
° TV Antares – Teresina (PI) – Canal 2.1 HD
° TV Beltrão – Francisco Beltrão (PR) – Canal 18.1 HD
° TV UFRN – Natal (RN) – Canal 5.1 HD
° TVU de Roraima – Boa Vista (RR) – Canal 2.1 HD
° TVE RS – Porto Alegre (RS) – Canal 7.1 HD
° Rede Bela Aliança – Rio do Sul (SC) – Canal 7.1
° TV UFSC – Florianópolis (SC) – Canal 63.1 HD
° TV Sul Catarinense – Araranguá (SC) – Canal 5.1 HD
° TV Brasil Esperança – Itajaí (SC) – Canal 21.1 HD
° Mega TV – Campinas (SP) – Canal 21.1
° SRC TV – Andradina (SP) – Canal 17.1 HD
° STZ TV – Sertãozinho (SP) – Canal 59.1 HD
° TV Claret – Rio Claro (SP) – Canal 45.1 HD
° TV do Vale de Mogi Guaçu (SP) – Canal 34.1 HD
° TV Matão (SP) – Canal 14.1 HD
° TV Morada do Sol – Araraquara (SP) – Canal 8.1 HD
° TV Opinião – Araras (SP) – Canal 17.1 HD
° TV Rede Paulista – Várzea Paulista (SP) – Canal 15.1 HD
° TV Unifev – Votuporanga (SP) – Canal 53.1 HD
° TV Unisantos – Cubatão (SP) – Canal 40.1 HD
° TVE São Carlos (SP) – Canal 51.1 HD

Acesse a página do Enem

 

Fonte MEC (Portal Brasil) Foto: Banco de imagens


Mudança no local da sala de vacinas em Júlio de Castilhos


A Sala de Vacinas da Secretaria de Saúde da Prefeitura Municipal de Júlio de Castilhos/RS mudará de local em Júlio de Castilhos.
Onde era: Vigilância de Saúde, ao lado da Secretaria de Obras e trânsito.
Para onde vai: Estará atendendo Junto a POLICLÍNICA, ao lado do INSS.
Datas: Mudança na quinta-feira 14/01/2021 | Atendimento a partir da Sexta-feira 15/
Motivo: Local mais central

 

Fonte: Assessoria de Comunicação PM JC. Imagem arquivo meramente ilustrativa


Calor muito intenso favorecerá instabilidade no inicio da semana no RS


O sol aparece com nuvens na maior parte do Rio Grande do Sul nesta segunda-feira (11), mas o tempo muda. No decorrer do dia, especialmente da tarde pra noite, áreas de instabilidade se formam no Centro, no Oeste s no Sul gaúcho com chuva, segundo a previsão do tempo da MetSul.

Uma frente fria que está avançando em direção ao território gaúcho, vinda da Argentina, deve causar fortes temporais, com ventos e possível queda de granizo nesta segunda-feira (11) em quase todo estado do Rio Grande do Sul.

Esta segunda-feira será mais um dia muito quente no Rio Grande do Sul com máximas acima de 35°C em diversas regiões outra vez. Nos vales, as máximas podem ficar entre 37°C e 39°C.

A segunda-feira (11) em Júlio de Castilhos na região central do Rio Grande do Sul, será de sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.

A terça-Feira (12), Júlio de Castilhos terá sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora. Temperatura minima de 18ºC e Máxima 32ºC.

O restante da semana em Júlio de Castilhos será de sol com algumas nuvens. Não chove entre a quarta-feira (13) até o sábado (16).

Registro fotográfico Temperatura as 09:45 hs no centro da cidade de Júlio de Castilhos na segunda-feira (11)

 

Fonte MetSul (Rede Social) Reprodução. Edição Alcir61