27ª Feicoop encerra com participação estimada de 60 mil pessoas em três dias de feira presencial em Santa Maria


Realizada com o apoio da Prefeitura de Santa Maria, entre outras instituições, a 27ª Feira Internacional do Cooperativismo (Feicoop) terminou neste domingo (10). As atividades presenciais do evento começaram na sexta-feira (8). A estimativa da irmã Lourdes Dill, responsável pela Feicoop, é que cerca de 60 mil pessoas tenham passado pelos pavilhões do Centro de Referência de Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter, no Bairro Nossa Senhora Medianeira. No total, foram oito dias de feira, que começou com uma programação online. 

“Mesmo com formato híbrido em função da pandemia, procuramos apoiar a realização da Feicoop, com responsabilidade e cuidado com a vida de todos. É um evento que faz parte da história de Santa Maria. Temos prazer em incentivar a economia solidária, impulsionando o trabalho dos pequenos produtores, que constroem a nossa querida Feicoop. Queremos ter, em 2022, com o avanço da vacinação contra a Covid-19, uma Feicoop ainda maior”, afirma o prefeito Jorge Pozzobom, que participou da abertura e das atividades presenciais do evento. 

Nos pavilhões, a população pôde encontrar produtos hortifrutigranjeiros, artesanato e produtos agroindustriais. Também foram realizados debates e painéis com temas voltados à economia solidária. 

PARCERIA

Antes mesmo da Feicoop começar, a Prefeitura de Santa Maria designou 12 servidores para atuar na organização da 27ª Feicoop. No que diz respeito às regras sanitárias, a equipe do Executivo Municipal trabalhou na distribuição de máscaras e álcool gel no Centro de Referência, por meio da Patrulha da Máscara, e viabilizou a colocação de um contador eletrônico de pessoas para controlar a presença de público de acordo com o limite de capacidade permitido para os pavilhões. Além disso, um decreto municipal foi elaborado de forma especial para reforçar os protocolos vigentes. A apresentação do comprovante de vacinação contra a Covid-19 foi obrigatória. 

Com a unidade móvel de saúde no local no sábado (9), a Secretaria Municipal de Saúde aplicou 32 vacinas contra a H1N1 realizou testes rápidos de HIV, Sífilis e Hepatite, e ofereceu orientações sobre doenças, entre elas, a Covid-19, para o público que frequentou a feira. Ainda como parte das diversas ações feitas pela Prefeitura de Santa Maria, a Guarda Municipal trabalhou na segurança do evento, e a Secretaria de Mobilidade Urbana organizou o trânsito nas vias próximas ao Centro de Referência. 

“Para nós, a parceria com a Prefeitura e demais instituições foi muito importante. Foi uma parceria linda, comprometida e ousada. Mais uma vez, tivemos um evento que trouxe muitas oportunidades de formação, por meio dos debates promovidos. Também ressalto que a  Feicoop online é algo que veio para ficar”, avalia a irmã Lourdes Dill, coordenadora do projeto Projeto Esperança/Cooesperança. 

A 27ª Feicoop foi promovida pela Arquidiocese de Santa Maria via Banco da Esperança – Ação Social, Projeto Esperança/Cooesperança, Rede Esperança, Prefeitura de Santa Maria, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Instituto Federal Farroupilha (IFFar), Cáritas Brasileira, Cáritas Rio Grande do Sul, Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), Comissão Pastoral da Terra no Rio Grande do Sul (CPT/RS), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), 6ª Semana Social Brasileira (6ª SSB), entre outros. O patrocínio é do Ministério da Cidadania e Sicredi Região Central/RS.

Segundo a irmã Lourdes Dill, a edição da Feicoop de 2022 já tem data para ocorrer: de 14 a 17 de julho, ocasião na qual terão início os preparativos para a comemoração dos 30 anos da feira, que serão completados no ano seguinte, em 2023.

Fonte Texto: Rafael Favero 
Fotos: Ariéli Ziegler 
PMSM